País

MEC libera acesso à redação corrigida do Enem 2015

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), ligado ao MEC (Ministério da Educação), liberou nesta segunda-feira (13) o acesso às redações corrigidas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015.

Os estudantes podem conferir a redação on-line, através do número do CPF e senha, sem possibilidade de recurso. Os participantes podem também verificar o resultado em cada uma das cinco competências avaliadas e comparar o desempenho com o dos demais participantes.

As redações, que teve como teve a “persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”, foram avaliadas em uma escala de zero a mil pontos. “O tema permitiu aos participantes debater um assunto muito significativo para a luta da mulher brasileira”, disse a presidente do Inep, Maria Inês Fini.

O total de redações corrigidas caiu: de 6,1 milhões em 2014 para cerca de 5,6 milhões no ano passado. Entre uma edição e outra, houve ainda redução do número de participantes com nota máxima na redação. Se em 2014, 250 estudantes receberam nota 1000, no ano seguinte o número foi de 104.

Ao mesmo tempo, houve queda drástica do número de redações com nota zero -mas o motivo apresentado foi uma mudança na metodologia no cálculo desse dado. No ano passado, 529.374 textos não pontuaram e 53.032 redações receberam nota zero.

DESEMPENHO NO EXAME

A média dos participantes do Enem 2015 caiu em três das quatro áreas do conhecimento. Apenas em ciências humanas a média da última edição foi superior à 2014, de acordo com o Ministério da Educação. A variação negativa foi sutil: em matemática, por exemplo, a média dos participantes caiu de 473,5 pontos para 467,9. Em linguagens, a nota diminuiu de 507,9 em 2014 para 505,3 no Enem 2015.

“Mostrar aos participantes a avaliação de seu desempenho, seguindo os critérios estabelecidos, faz cumprir uma das funções mais nobres da avaliação, que é a retroalimentação do processo de desenvolvimento individual”, afirmou Maria Inês.

O ministério não divulgou a média dos concluintes do ensino médio, apenas a de todos os participantes que fizeram o Enem 2015. Ao todo, a edição do ano passado teve 5.810.948 participantes. A avaliação é adotada como critério de seleção e ingresso na maioria das universidades e institutos federais. Também é critério de acesso ao Fies (Financiamento Estudantil) e a bolsas do ProUni (Programa Universidade para Todos).

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir