Política

Mário Bastos toma posse como presidente da Aleam

Bastos foi designado para o cargo de deputado, após mais de 12h da decisão do Tjam – fotos: Henderson Martins

O suplente do deputado David Almeida (PSD), que assumiu o governo do Estado do Amazonas, o ex-vereador Mário Bastos (PSD) tomou posse na manhã de ontem, para assumir a cadeira no Legislativo estadual. Ele foi designado para o cargo, após mais de 12 horas da decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), por meio do desembargador Ernesto Anselmo Queiroz Chíxaro, que deferiu o mandado de segurança nº 4001971-71.2017.8.04.0000.

Mário Bastos se reuniu com a família na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na semana passada, com o intuito de ocupar a vaga deixada com a saída de David, que passou a ocupar o comando do Executivo estadual, após a cassação do ex-governador José Melo de Oliveira (Pros) e do vice Henrique Oliveira (SD), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No entanto, após muita espera, o suplente foi convidado para uma conversa no gabinete da diretoria geral da Aleam, onde foi informado que deveria esperar um prazo de 24 horas para definir a autenticidade do processo de posse. Mas, o prazo ficou estendido até o dia de ontem, quando Mário Bastos recebeu a posse de suplente.

Ele foi impedido de ocupar o cargo na semana passada

Ao ser empossado, em um ambiente bastante restrito e com poucos convidados, no gabinete da presidência da casa Legislativa, ele fez o juramento e agradeceu o apoio de amigos e familiares. “Eu venho para a Assembleia com o objetivo de contribuir com o que for melhor para a população amazonense”, disse o deputado. Ao falar sobre o curto período de tempo, ele destacou não ser possível fazer grandes mudanças no gabinete, mas que irá para analisar o corpo técnico que assessorava o colega partidário, governador David Almeida. De acordo com Bastos, a ida para a Assembleia vai ser proveitosa para ajudar a resolver as demandas da população.

Ao ser questionado sobre o período de tempo que pode passar no Legislativo estadual, ele responde que a única preocupação é que a casa legislativa fique com a quórum incompleto, e garantiu que assim que o titular da vaga voltar ele deve deixar o mandato. “Eu assumo como suplente para que a casa possa votar, e as votações sejam homologadas de forma que não venham ser questionadas por falta de um deputado”, disse Bastos.

O deputado estadual disse que pretende direcionar a gestão ouvindo o povo. Segundo ele, este é o momento para buscar o parâmetro das reivindicações, buscando benefícios para a população, que, de acordo com ele, está sofrendo com as mazelas que acontecem no âmbito nacional. O novo suplente disse ainda que pretende apoiar o povo em relação à crise política que atinge nomes de políticos ligados a partidos. Em relação ao processo de novas eleições no Amazonas, Bastos afirmou que o momento é de crise política e econômica, e para que não houvesse grandes gastos, seria positivo uma eleição indireta. Entretanto, o deputado salienta que a Justiça decidirá o processo eleitoral e que os deputados devem acatar a decisão.

O presidente da Aleam, Abdala Fraxe (PTN), revelou a existência de uma dúvida sobre a posse de Bastos, que foi respondida pela Justiça do Amazonas. Segundo o deputado, a informação solicitada era técnica e oficial. “As informações que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-) passou é que o deputado David Almeida deve ficar no comando do Executivo estadual até o fim de outubro. Por isso, ‘foi batido o martelo’ para que acontecesse a posse do suplente”, afirmou o deputado.

Henderson Martins
EM TEMPO

1 Comment

1 Comment

  1. edney reis

    20 de maio de 2017 at 06:37

    Como “presidente”??????

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top