Mundo

Marcha em Caracas pede libertação de opositor de Maduro

Manifestantes convocados pelo partido opositor venezuelano Vontade Popular (VP) fizeram uma marcha pelas ruas do centro de Caracas neste sábado (20) pedindo a libertação do líder da legenda, Leopoldo López, preso há mais de um ano sob a acusação de instigar protestos contra o governo. Ele faz greve de fome há 27 dias.

Lilian Tintori, mulher de López, e Patricia de Ceballos, casada com Daniel Ceballos, outro opositor detido, participaram do protesto. A manifestação também contou com a presença do secretário-executivo da Mesa da Unidade Democrática (MUD), Jesús Torrealba.

O governador de Miranda, Henrique Capriles, que também integra a MUD, não compareceu à marcha.

Na marcha, Tintori e Patricia empurraram cadeiras de rodas de manifestantes que pararam de comer em apoio a López. Segundo o VP, há cerca de 90 pessoas em greve de fome no país para demonstrar solidariedade.

Tintori disse que López pode encerrar o ato de protesto desde que o Conselho Nacional Eleitoral defina a data das eleições parlamentares, previstas para ocorrer no segundo semestre.

Ela fez um apelo ao presidente venezuelano. “Por piedade, peço a Nicolás Maduro que tenha um gesto democrático para que [López] possa parar esta greve de fome.”

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir