Sem categoria

Marcelo Ramos nega acordo com PR e descarta filiação no PSDB

Disputado Marcelo Ramos ganhou destaque nas Eleições de 2014 quando obteve quase 200 mil votos no primeiro turno ao concorrer ao governo e passou a ser cobiçado por diversos partidos ao se desfiliar do PSB. foto: arquivo/ EM TEMPO

Disputado Marcelo Ramos ganhou destaque nas Eleições de 2014 quando obteve quase 200 mil votos no primeiro turno ao concorrer ao governo e passou a ser cobiçado por diversos partidos ao se desfiliar do PSB. foto: arquivo/ EM TEMPO

O destino do ex-deputado estadual Marcelo Ramos (Sem Partido) segue agitando os bastidores da política amazonense. Em um novo capítulo dessa novela, o Partido da República (PR) aparece como “novo provável destino” de Ramos.

Em contato com a reportagem de Em Tempo, o ex-parlamentar negou o acerto e ainda deixou seu futuro completamente em aberto. Já o partido afirma que a filiação poderá sair em até 15 dias.

O ex-deputado ganhou grande destaque no cenário local quando disputou as eleições de 2014 para o governo do Estado e obteve 179.758 votos ou 10,94% do total, ficando em terceiro lugar na disputa. A votação gerou a cobiça de muitos partidos visando o pleito de 2016, quando será escolhido o novo prefeito de Manaus.

Apesar das especulações, Ramos desmentiu categoricamente qualquer acerto. “Quem fala por mim sou eu. Quando acontecer o acerto, eu serei o primeiro a vir a público noticiar. E até o momento não há. Estou negociando com diversos partidos, mas até o momento não há acerto com ninguém”.

Marcelo garantiu que não tem pressa, apesar do curto prazo até a data limite dada pelo Superior Tribunal Eleitoral (STF). “Tenho até o dia 30 de setembro para me filiar. Estou tranquilo. Até o momento”.

O presidente regional do partido, deputado federal Alfredo Nascimento, por sua vez, afirmou através da sua assessoria que “a paquera está firme e pode dar casamento em até 15 dias”. Segundo Alfredo, “o momento não é de falar em candidatura, mas de reestruturar o PR para um novo momento na política local.

O partido promete vir forte para disputar as eleições não só em Manaus, mas em praticamente em todos os municípios. Marcelo Ramos é uma liderança com forte potencial não só para ser candidato, mas para vencer a eleição”, garante.

Foto polêmica

Ao longo dos últimos anos, o discurso de Marcelo Ramos foi se auto-intitulando como uma via alternativa aos principais caciques políticos do Estado. Durante esta semana, ele publicou uma foto com o vice-governador Henrique Oliveira (PR) em uma rede social. Foi a partir justamente dela que surgiram os boatos da filiação.

No entanto, apesar de classificada como uma reunião amistosa, a resposta dos internautas foi dividida. Vários deles criticaram a postura do ex-parlamentar por posar ao lado de um dos políticos da situação.

Ramos foi cauteloso na análise: “É preciso separar os que são contra por questão ideológica e os que estão infiltrados ali apenas para plantar a discórdia. Sabemos que existem muitos interesses de que eu não tenha partido. Mas eu posso garantir aos que me acompanham que vou disputar as eleições de 2016”, declarou.

A única ressalva feita por Ramos foi justamente ao partido do atual prefeito, Arthur Virgílio. “Só não posso me filiar ao PSDB. Quero ser prefeito e duas pessoas que almejam o mesmo cargo não podem estar na mesma sigla. Tirando isso, qualquer possibilidade existe. Posso me filiar até ao PSTU”.

Por Fred Santana

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir