Eleições 2016

Marcelo promete finalizar obras e entregar biblioteca pública municipal aos alunos de Manaus

O candidato esteve na biblioteca nesta manhã - foto divulgação

O candidato esteve na biblioteca nesta manhã – foto divulgação

O candidato a prefeito de Manaus, Marcelo Ramos (PR), visitou na manhã desta quinta-feira (13), a biblioteca pública municipal João Bosco Pantoja Evangelista, situada no Centro da cidade, que foi fechada para reforma em 2011 e, até o momento, segue sem previsão de ser concluída.

“Governante que não ama os livros, condena seu povo ao fracasso. Um prédio que faz parte do patrimônio histórico da nossa cidade está nessas condições e o prefeito vem com uma conversa fiada dizendo que o Centro está revitalizado, enquanto isso, nossa biblioteca pública municipal está totalmente abandonada. Por dia, mais de 200 alunos utilizavam essa biblioteca para fazer trabalhos escolares e agora não podem utilizar esse espaço. Isso é inadmissível”, disse Marcelo Ramos.

Rodeado por um tapume, o prédio histórico está cheio de pichações na área interna e com várias partes destruídas. Não há vigilantes no local que está sendo invadido e vandalizado, sem o controle da segurança.

Para Marcelo, o lugar deveria ser a maior biblioteca de conteúdo de acervo da história e da geografia do Amazonas e da cidade de Manaus, mas, infelizmente, está em condições precárias, abandonada e com obra parada.

Acompanhado de vários jovens, Marcelo enfatizou a preocupação dos estudantes com a biblioteca abandonada.

“A nossa biblioteca pública municipal precisa ter a conclusão de sua reforma por ser, antes de tudo, um prédio histórico e também pela possibilidade de pesquisa para os nossos estudantes. Em nosso plano de governo, uma das coisas que a gente leva em consideração é que a prefeitura é responsável pela alfabetização das nossas crianças e pelo ensino fundamental do primeiro ao quinto ano. As crianças têm que crescer com o amor à leitura. Como pode ensinar isso às crianças um prefeito que deixa a biblioteca neste estado?”, questionou Marcelo.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir