Cultura

Marcelo Mourão apresenta espetáculo no Teatro Amazonas

O espetáculo, que tem duração de duas horas e meia inicia com a apresentação de  “Apollo” - foto: Diego Janatã

O espetáculo, que tem duração de duas horas e meia inicia com a apresentação de “Apollo” – foto: Diego Janatã

O amazonense Marcelo Mourão, primeiro bailarino do American Ballet Theatre (ABT), em Nova York, iniciou nesta sexta-feira (12) a curta temporada de apresentações do espetáculo que leva seu nome em Manaus. Dono de um sucesso internacional, Marcelo se apresenta no Teatro Amazonas ainda no sábado (13) às 20h e no domingo (14) às 17h, na companhia de mais oito integrantes da ABT.

O espetáculo, que tem duração de duas horas e meia inicia com a apresentação de  “Apollo”. Também fazem parte da programação “Tristesse”, “Toccare” e dois atos de “O Lago dos Cisnes”, tudo com a participação especial da Amazonas Filarmônica, sob a regência do maestro Marcelo de Jesus.

Já o Grand Finale do espetáculo  é com a música “Frevo”, composição do maestro Cláudio Santoro.

O amazonense que mora em Nova York,  não se apresenta em Manaus há cinco anos e diz que estar no palco do Teatro do Amazonas é algo emocionante. “É uma sensação que eu não sinto em nenhum teatro do mundo”, disse o bailarino.

Trajetória

O bailarino Marcelo Mourão Gomes nasceu em Manaus e aos cinco anos foi morar no Rio de Janeiro, onde calçou as sapatilhas de balé pela primeira vez.

Foi uma questão de tempo para que se destacasse a ponto de ir morar em Boca Raton, na Flórida, onde estudou no Harid Conservatory. Ainda na adolescência, foi reconhecido no Festival de Inverno, no Brasil, e ganhou o Hope Prize em Lausanne, na Suíça.

Em 1997, entrou para o corpo de baile de uma das companhias mais importantes do mundo da dança, o American Ballet Theatre (ABT). Depois de três anos, foi promovido a solista e, há mais de uma década, brilha como o primeiro bailarino do ABT.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir