Sem categoria

“Marcelaine não pagou para atentar contra a vida de ninguém”, diz Charles MacDonald

 Ele confirmou a mesma versão de Marcelaine, que disse ter pedido apenas para dar um “susto” em Denise - foto: Joandres Xavier

Ele confirmou a mesma versão de Marcelaine, que disse ter pedido apenas para dar um “susto” em Denise – foto: Joandres Xavier

Charles MacDonald, um dos suspeitos de atentar contra a vida da bacharel em direito, Denise Silva, contou durante depoimento no ‘caso Marcelaine’, na noite desta quarta-feira (1), no Fórum Henoch Reis, que o dinheiro que recebeu de Marcelaine Schumann foi um empréstimo. O homem relatou que estava doente e por isso pediu ajuda financeira da socialite.

MacDonald contou ainda que conheceu Marcelaine quando trabalhava em um banco, há três anos, e eles mantinham contato através do Facebook. MacDonald confirmou a mesma versão de Marcelaine, que disse ter pedido a ele apenas para dar um “susto” em Denise.

“Me encontrava enfermo e não tinha dinheiro para comprar os remédios. Pedi um emprego, já que ela tinha uma empresa e então ela me emprestou R$ 3 mil”, disse o suspeito relatando ainda que também não passou nenhum dinheiro a Rafael ‘Salsicha’.

O homem também afirmou ter sido agredido na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e que só tinha assinado, sem ler,  o depoimento feito na unidade da polícia.

Arma

A suspeita Karen Arevalo Marques, suspeita de ter fornecido a arma para o crime contra Denise, também depôs na noite de hoje.  A mulher declarou em todos os questionamentos não ter fornecido a arma. Falou também que morava no mesmo bairro de Charles, Rafael e Edney Costa Gomes, mas nunca teve nenhum contato com Marcelaine.

A respeito de um bilhete que teria sido enviado a ela por Rafael ‘Salsicha’, dentro do presídio, ela negou ter recebido qualquer tipo de comunicação.

‘Perdido’

O segurança, Edney Costa Gomes, suspeito de ter apresentado Rafael ‘Salsicha’ para seu primo Charles, em seu depoimento, disse não entender porque estava sendo acusado. Relatou também, assim como os outros, que teria sofrido agressões na DEHS.

“Nem eu sei lhe explicar porque eu estou aqui. Eu sou evangélico. Estou sofrendo muito na cadeia e sinto falta da minha filha”, disse.

Decisão

O Juiz Mauro Anthony suspendeu a sessão que será retomada nesta quinta-feira (2), onde será proferida a decisão final sobre o ‘caso Marcelaine’. Os jurados foram escoltados até o hotel Blue Tree Premium, Zona Centro-Sul, onde ficaram isolados até amanhã.

Por equipe EM TEMPO Online

 

 

 

1 Comment

1 Comment

  1. EZELINA

    2 de junho de 2016 at 10:00

    O GOVERNADOR QUER REDUZIR GASTO SO ELE TIRAR A METADE DOS CARGOS COMISSIONADOS DA SEPLANCTI E CIAMA QUE E UMA CABIDE
    DE EMPREGO SO ISSO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir