Sem categoria

Manifestação que pede a saída da presidente Dilma Rousseff reúne 35 mil pessoas em Manaus

Organização do evento informa que 20 mil pessoas participam do ato. Polícia Militar contabiliza 16 mil participantes - foto: Stênio Urbano

Organização do evento informa que 20 mil pessoas participam do ato. Polícia Militar contabiliza 16 mil participantes – fotos: Stênio Urbano

Cerca de 35 mil pessoas participam, neste momento, de uma manifestação pacífica na Praia da Ponta Negra, na zona Oeste de Manaus, pedindo a saída da presidente da República Dilma Rousseff (PT) do cargo. A estimativa de público foi informada pela Polícia Militar . A organização do evento informou que 50 mil pessoas participam do ato.

O evento está sendo transmitido, ao vivo, para todo o país através do canal “Manifestação contra a corrupção –  Manaus” no Youtube.

O ato iniciou em frente ao Olímpico Clube, na avenida Constantino Nery, da onde saíram, 500 carros e 300 motos em direção à Praia da Ponta Negra. Segundo uma das organizadoras da manifestação em Manaus, Irla Oliveira, os manifestantes querem a saída imediata da presidente Dilma Rousseff e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Manfestacao-Manaus-Urbano

Os manifestantes carregam bonecos do ex-presidente Lula, além de vários cartazes com as frases ‘Para quem gosta de m**** o PT é um prato cheio’ e ‘Fora Dilma’.

“O Estado do Amazonas precisa mostrar sua força. Não precisamos contratar médicos de outros países. Trazer médicos de Cuba e o governo Brasileiro não qualifica os nossos estudantes, nossos médicos. Precisamos do PT fora para melhorar esse pais. A UFAM está sucateada. Vamos renovar a esperança do nosso povo com esses políticos nas ruas. Fora Lula, Fora Dilma para um Brasil melhor”, disse o Professor Tarcio Moura.

Segurança

De acordo com dados da Polícia Militar, 750 policiais militares que compõem as tropas dos Comandos de Policiamento Metropolitano (CPM), de Policiamento Especializado (CPE), de Policiamento Ambiental (CPAmb) e da Academia de Polícia Militar (APM), estão no local acompanhando o ato.

Segundo o comandante geral da Polícia Militar, coronel James Frota, os policiais militares estão orientados a usar apitos para chamar a atenção dos demais e, assim, evitar conflitos e embates entre os manifestantes.

Por Stênio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir