/* */
Política

Manifestação ‘Fora Temer’ é mantida para este domingo em Manaus

Com gritos de “Fora Temer”, os manifestantes vão às ruas novamente neste domingo – Márcio Melo

Enquanto alguns dos maiores movimentos, que normalmente chamam a população para ir às ruas manifestar as suas opiniões políticas e sociais, como o MBL (Movimento Brasil Livre), o Movimento Liberal Acorda Brasil e o Vem Pra Rua, recuaram na posição de convocar manifestações pela renúncia do presidente Michel Temer no próximo domingo (21), o ‘‘Fora Temer”, junto com as Centrais Sindicais e a Frente Brasil Popular, em Manaus, mantêm o ato na Praça do Congresso, situada na avenida Ramos Ferreira, Centro, a partir das 10h.

De acordo com Jonas Araújo, professor de história e membro da coordenação do movimento ”Fora Temer”, na capital amazonense, a Frente e as Centrais Sindicais estão unidas e não se calarão até que presidente saia do cargo.

“Decidimos manter a manifestação para deixar o movimento ativo e mostrar para o Brasil que Manaus não se contenta com o que está acontecendo em Brasília”, relatou em entrevista ao EM TEMPO.

Ainda segundo Jonas, haverá panfletagem na tradicional Feira da Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade. O objetivo é aproveitar a movimentação de pessoas e turistas no local durante o fim de semana.

Nesta sexta-feira(19), houve uma reunião entre as instituições: CUT, CTB, UGT, Frente Brasil Popular e Frente de Lutas Fora Temer, que decidiram a favor do ato no domingo.

Manifestações convocadas por organizações contrárias ao governo ocorrem em várias capitais brasileiras – foto: ABr

No Brasil

O MBL decidiu recuar na posição de pedir a renúncia de Temer argumentando que vai aguardar novas informações a respeito da delação premiada do proprietário da empresa JBS.

Já o Vem Pra Rua, que também suspendeu a convocação, alegou motivos de segurança. O movimento promete uma nova data para fazer a manifestação, ainda sem previsão.

O Movimento Liberal Acorda Brasil manteve a posição pedindo a saída de Michel Temer. O grupo, porém, não fez convocação da população para o movimento.

Bruna Chagas

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir