Dia a dia

Manejo da arborização tem início na Zona Centro-Sul de Manaus

ARBORIZACAO_CENTRO_SUL_DIVULGACAO

Na rua Terezina há 16 árvores de grande porte e que necessitam do serviço de manejo da arborização – foto: divulgação

Uma nova programação de atividades de manejo da arborização, contemplando vias que possuem árvores consolidadas na cidade, foi iniciada neste sábado (23), pela Prefeitura de Manaus. O trabalho começou pela rua Terezina, em Adrianópolis, Zona Centro-Sul, que possui um total de 16 árvores de grande porte e que necessitam do serviço.


Foi realizada a poda para o levantamento das copas, além da retirada de erva-de-passarinho, permitido a melhoria do estado fitossanitário das árvores. A ação é realizada por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), responsável pela autorização e acompanhamento dos procedimentos, e Limpeza Pública (Semulsp), que executa o trabalho.

O gerente de Corte e Poda da Semmas, Wellington Auzier, explicou que o manejo é um procedimento que precisa ser realizado com regularidade, pelo menos a cada seis meses, para garantir a saúde da árvore e evitar riscos de acidentes. “Há situações em que a arborização entra em confronto com equipamentos urbanos, como semáforos, rede elétrica, sinalizações e iluminação pública, e o manejo cumpre a missão de estabelecer uma convivência harmônica entre os dois”, disse.

A ação, iniciada neste sábado, limitou-se ao levantamento da copa de parte das árvores em virtude da chuva e deve ser concluída na próxima semana. Na rua Terezina existem 14 árvores da espécie oitizeiro, uma sibipiruna e um tamarineiro.

Uma programação foi elaborada para a execução dos serviços até o final do próximo mês de agosto. O trabalho acontecerá sempre aos sábados. Entre os locais previstos para receberem o manejo estão as avenidas Joaquim Nabuco, Eduardo Ribeiro, Getúlio Vargas, Humberto Calderaro (Paraíba), Mário Ypiranga (Recife), André Araújo, Ruas Ramos Ferreira, Monsenhor Coutinho e a praça do Congresso.

Em algumas áreas, onde há situações de confronto das árvores com a rede elétrica, serão realizadas também podas de segurança com o apoio da Eletrobrás Amazonas Energia. O trabalho atingirá mais de 200 árvores de espécies variadas.

De um modo geral, as árvores encontram-se sadias, mas, segundo Auzier, o manejo visa manter a estabilidade e evitar a ocorrência de quedas. Durante as inspeções, são feitas análises de risco, que permitem que sejam autorizadas supressões necessárias nos casos em que as árvores se encontram em avançado estado de deterioração.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir