Dia a dia

Manaus registra 10 mortes violentas durante o fim de semana

Em dez anos, o Amazonas registrou 11.380 homicídios, conforme informações divulgadas no início deste mês – foto: Janailton Falcão

No último fim de semana o Instituto Médico-Legal (IML) do Amazonas registrou 10 homicídios na capital amazonense entre a tarde sexta-feira (16) e a manhã desta segunda-feira(18). A maioria dos assassinatos foi cometida com uso de armas de fogo.

Um dos casos que chamou atenção foi a execução  realizada na rua Acaiaca, bairro Santa Etelvina em que um grupo armado executou o autônomo Alexandre da Silva Maquine, de 30 anos, e acabou atingindo o sobrinho da vítima de apenas um ano e três meses.

O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Juan Valério, disse que todos os crimes estão sendo investigados e grande parte deles já conta com uma linha de investigação.

“No caso do Santa Etelvina onde uma criança morreu, o tio dela já tinha passagem por tráfico de drogas. Nós temos uma linha de investigação definida que está sob sigilo. Infelizmente, a vítima tentou usar o sobrinho como escudo e acabou ocorrendo essa fatalidade,” relatou o delegado.

Zona Sul

Um intenso tiroteio foi registrado pelos moradores do bairro Raiz, na noite do último domingo (19), nas principais vias do conjunto habitacional. A troca de tiros teria sido realizada por componentes de facções rivais que brigam pelo domínio das bocas de fumo da região.

Ainda de acordo com o delegado, na Zona Sul está ocorrendo uma briga interna de facções criminosas que atuam em Manaus, por estarem desestabilizadas. Os policiais da Delegacia de Homicídios e Seccional Sul realizam investigações em torno do caso. Essa semana, a Secretaria de inteligência conseguiu prender dois homens suspeitos de comandar o tráfico de drogas na área.

“Uma das pessoas que teve a cabeça decapitada na Zona Sul já foi identificada. Ficou constatado que ele era usuário de drogas.Estamos verificando se ele também tinha envolvimento com o tráfico, mas já temos uma linha de investigação definida,” explicou Juan.

Mapa da violência

Em dez anos, o Amazonas registrou 11.380 homicídios, conforme informações divulgadas no início deste mês pelo “Atlas da Violência 2017”, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). De acordo com o estudo, de 2005 a 2015 houve um crescimento 145,7% na taxa de assassinatos no Estado.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou, por meio de nota, que mais de 70% dos homicídios do estado, principalmente em Manaus, tem ligação com o tráfico de drogas.

“Mata-se no Brasil por conta de narcotráfico, de venda, de compra e de consumo de entorpecentes. A maioria dos homicídios no Amazonas é ligado ao tráfico de entorpecentes, direta ou indiretamente. Isso nos faz entender que é preciso atacar um para combater o outro. E os resultados dos últimos dois anos mostram que estamos avançando no combate aos crimes”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes.

Ainda de acordo com estudo do Ipea, no Amazonas, os homicídios ocorridos em confrontos com a Polícia foram: 45, em 2015 e 40, em 2014.

Os dados também apontam que houve 6.541 assassinatos na faixa etária de 15 a 29 anos, de 2005 a 2015, com um crescimento de 127,2%.

Elias Pedroza

Em Tempo

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir