Cultura

Manaus esculpida em ‘miniesculturas’ do projeto ‘Mercado Cultual’ será atração

 Ponte Rio Negro e Centro Cultural Usina Chaminé são algumas das obras em exposição-foto: divulgação


Ponte Rio Negro e Centro Cultural Usina Chaminé são algumas das obras em exposição-foto: divulgação

Nesta sexta-feira (30), a partir das 18h, o projeto ‘Mercado Cultural’, entre outras atrações, apresenta o trabalho de Mário Lima e Silvana Coutinho, um designer e uma arquiteta apaixonados por patrimônio histórico e que se dedicam atualmente a criar miniesculturas de monumentos da cidade de Manaus. São peças feitas sob encomenda, em acrílico e MDF, que reproduzem o Teatro Amazonas, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, a ponte Rio Negro e a Alfândega de Manaus. O próximo passo da dupla é fabricar edificações que não chegaram a ser construídas ou que se acabaram, por conta do tempo e demolições.

“O trabalho desses artistas é um resgate da nossa cultural material. É impressionante a riqueza de detalhes e o realismo das esculturas. E ainda vai ter muito mais nesta edição do Mercado Cultural: música, gastronomia, artes plásticas…”, lembra Glauco Francesco, subsecretário municipal do Centro.

O Mercado Cultural é um projeto da Prefeitura de Manaus que acontece na última sexta-feira de cada mês, no Mercado Municipal Adolpho Lisboa. Na edição de hoje, duas bandas dividirão o palco: Eraldo Bandeira e Os Fora da Lei abrem a noite, com clássicos do rock nacional, e a Cabocrioulo fica responsável pela mistura de ritmos brasileiros. Entre as exposições, quadros de artistas da terra, estátuas vivas, produtos regionais originais e todos os artesanatos já comercializados no espaço. O evento gratuito vai até as 22h, com entradas pela Manaus Moderna e rua dos Barés.

“Quem chegar cedo ainda pode apreciar o pôr-do-sol no Rio Negro e tirar fotos do mercado. Pensamos essa programação para os turistas, mas também para os moradores de Manaus que não conseguem visitar o Adolpho Lisboa durante o dia e querem proporcionar uma noite agradável de entretenimento à família. Estão todos convidados”, conclui Francesco.

Além da Subsemch, participam do projeto a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef) e a Comissão Gestora do Mercado Adolpho Lisboa.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir