Economia

Manaus ainda é ignorada como destino turístico

foto - Ione Moreno

Manaus e seu entorno possuem atrações turísticas e de lazer diferenciadas para turistas que visitam a região – foto – Ione Moreno

Escolhida como uma das melhores cidades na última Copa do Mundo, Manaus ainda é pouco conhecida para o turismo. Só na América Latina, 90% das agências de viagem não têm a capital amazonense integrada em sua lista de principais destinos para os turistas.

A diretora do grupo Sul Hotels, Clara Davies, ressalta que as empresas que trabalham com turismo não conhecem uma das maiores belezas do Brasil. Porém, para tentar mudar este quadro o grupo reuniu na semana passada representantes das agências de viagens de toda a América Latina para conhecer a capital amazonense e fechar negócios com o intuito de fomentar o setor. “Novamente a atenção está voltada para Manaus e, com as agências conhecendo o destino, poderão indicar para os clientes”, conta.

Em relação ao atual cenário econômico do país, Clara garante que o turismo é forte e as empresas tentam aquecer ainda mais o mercado. “Temos destinos maravilhosos”, avalia a diretora.

 

Indicação

Uma das empresas que veio a Manaus para conhecer o potencial turístico da cidade é a Lerov Viagens, de Belo Horizonte (MG). Segundo a diretora da agência, Roberta Lerov, Manaus era destino de estrangeiros apenas, e não de turistas brasileiros.

Segundo ela, o Amazonas sempre foi um potencial para turismo, porém, pouco explorado. Roberta afirma que a demanda para o turismo caseiro aumentou por conta da alta do dólar, mas a capital amazonense demorou para acompanhar esse crescimento.

“Quase não vendíamos viagens para Manaus. Agora que conhecemos melhor, a cidade vai se tornar um dos principais destinos em nossa lista de indicação aos clientes”, promete a empresária.

 

Logística é apontada como gargalo

O cancelamento de voos internacionais e nacionais partindo de Manaus deixa o setor turístico apreensivo com o futuro. No caso de Manaus, Clara Davies afirma que a logística é desfavorável.

“A logística realmente faz com que as empresas aéreas deixem Manaus, o que traz um momento de ansiedade para nós. É preocupante, pois poderá afetar na demanda dos hotéis”, afirma a diretora.

A presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Oreni Braga, afirma que tem trabalhado com a empresa brasileira TAM e com outras companhias norte-americanas, além da Copa Airlines, para que os cancelamentos durem o menor

tempo possível.

“Todos os Estados brasileiros estão sendo impactados com a retirada de voos, uma vez que as companhias estão tentando reajustar suas frequências por conta da crise econômica que se abate sobre o país. Estamos em busca de minimizar qualquer impacto”, conta a presidente da Amazonastur.

 

Por Asafe Augusto

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir