Esportes

Manauense conquista feito inédito para o tênis local

Amazonense entra para a história do tênis local e diz querer fazer do esporte a sua profissão - foto: divulgação

Amazonense entra para a história do tênis local e diz querer fazer do esporte a sua profissão – foto: divulgação

O jovem Pedro de Paula, de apenas 19 anos, acaba de entrar para a história do esporte local, como o primeiro tenista amazonense a marcar um ponto no ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP). O feito ocorreu no 4º Belém Tennis Future, que acontece na capital paraense e vai até o próximo fim de semana, premiando ao vencedor o valor de R$ 15 mil. No total, 32 tenistas lutaram pela vaga na chave principal da competição.

Os jogos acontecem nas quadras do Grêmio Literário e Recreativo Português e, além do prêmio em dinheiro, o campeão ganhará 35 pontos no ranking da ATP. Pedro passou pelo qualifying do torneio de Belém após vencer dois adversários. Logo na primeira rodada atropelou Douglas Segatti por dois sets a um com parciais de 6×1/ 4×6 e 6×4. Com três vitórias, De Paula avança na competição e está agora nas oitavas de finais.

Pedro nasceu em Manaus em 1995. Filho do engenheiro Nilson de Paula e da Administradora Margareth de Paula, o rapaz diz sempre ter tido o apoio dos pais para jogar tênis. Começou a praticar o esporte com apenas quatro anos. Aos sete, já disputava torneios pela capital amazonense. Aos nove anos, ele pôde começar a disputar torneios representando o Brasil.

O tenista treinou por muito tempo em Manaus na Academia de Tênis, na Ponta Negra, próxima à sua casa, o que  ajudou muito a desenvolver suas habilidades. Mas desde o ano passado, a nova casa de Pedro é a cidade de Itajaí, em Santa Catarina. Lá, ele treina no Clube Itamirim, onde fez uma pré-temporada em 2013 e acabou gostando e se dispôs a morar e melhorar o seu jogo. Este ano, o jovem tem participado de vários torneios do circuito mundial da sua categoria.

Para Pedro foi um momento único saber da importância do seu feito, “A sensação foi a melhor possível. Eu venho treinando muito em busca desse objetivo . Na hora que eu fiz o último ponto (matando um voleio) parece que o tempo parou. Vibrei com toda a energia que eu ainda tinha. A ficha demorou um pouco para cair. Estou muito feliz, foi muito importante para ganhar confiança e seguir com tudo nos próximos jogos e torneios”, disse.

A mãe de Pedro, Sônia, enalteceu a importância de estar perto do filho nesse momento tão singular de sua vida.

“A sensação foi de muita alegria porque há algum tempo ele esperava por esse momento importante na vida de qualquer atleta. E estar presente foi uma alegria maior ainda para nós dois. O jogo foi muito duro e a vitória foi tudo de bom porque valorizou ainda mais a pontuação dele na ATP. Quanto ao futuro, eu e meu marido estaremos sempre apoiando qualquer decisão que ele tome na vida profissional.” disse a orgulhosa mãe.

Projeto futuro

Pedro também falou de seus sonhos e planos para o futuro, “O meu sonho é conseguir viver do tênis, pois não tem coisa melhor do que você trabalhar com o que ama. Não é uma caminhada fácil, o circuito é muito competitivo, mas eu vou continuar fazendo o máximo para conseguir meus próximos objetivos”, disse o garoto de ouro de amazonas.

Agora Pedro segue para as oitavas de finais do 4º Belém Tennis Future, para enfrentar o experiente paulista Ricardo Hocevar de 30 anos.

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir