Cultura

Mais que um musical, Amazônia Live é um evento de conscientização ambiental, diz presidente do Rock in Rio

Roberto Medina disse que, como não pode trazer o Rock Iin Rio para o Amazonas, ele teve a ideia de mostrar a Amazônia para o mundo - foto: Mara Magalhães

Roberto Medina disse que, como não pode trazer o Rock Iin Rio para o Amazonas, ele teve a ideia de mostrar a Amazônia para o mundo – foto: Mara Magalhães

“Fazer esse evento na Amazônia é uma grande oportunidade e satisfação para mim, pois, com isso, alertamos para a questão do meio ambiente”. Com essa frase, o presidente do Rock in Rio, Roberto Medina, definiu sua visão sobre a realização do evento Amazônia Live, que acontece neste sábado (27) em Manaus.

Antes do show inédito – com um palco flutuante montado no meio do Rio Negro, nas mesmas dimensões do Palco Mundo do Rock in Rio, o presidente do maior evento de Rock do planeta falou com a imprensa local, em coletiva realizada no Hotel Caesar Business, na Zona Centro-Sul da capital.

Roberto Medina disse que, como não pode trazer o Rock Iin Rio para o Amazonas, ele teve a ideia de mostrar a Amazônia para o mundo. “A ideia surgiu durante um almoço com o prefeito de Manaus. Ele sempre teve o sonho de trazer o Rock in Rio para o Amazonas, mas eu sempre fugia dele, pois não dá para fazer aqui, devido à falta de estrutura hoteleira e a lógica”, contou ressaltando que Arthur não se convencia.

“Então, falei a ele: já que não dá para trazer o Rock in Rio para Manaus, podemos levar a Amazônia para o mundo inteiro ver. A ideia não veio aos poucos, veio tudo ao mesmo tempo. Na mesma hora eu desenhei o palco no formato de uma folha. Pensei na orquestra e em seguida pensei na Ivete Sangalo, pois achei que esse evento precisava ter uma figura popular brasileira. Com a transmissão ao vivo que será feita pelo canal Multishow, o mundo inteiro vai ver a Amazônia”, disse.

Em decorrência do evento, foi desenvolvida a campanha de mobilização que incentiva a população a abraçar a causa de proteger o meio ambiente, com o mote ‘Mais do que Árvores, Vamos Plantar Esperança’, cujo objetivo é arrecadar mudas de arvores.

Até o momento, foram arrecadados três milhões de mudas de árvores que serão plantadas em uma área desmatada da floresta, nas cabeceiras do Rio Xingu.

“Começamos com a meta de arrecadar um milhão de mudas, mas até o momento já são três milhões. Agora a meta é chegar a cinco ou seis milhões de mudas. Vamos plantar essas arvores no Rio Xingu, pois é uma área que está muito devastada no Amazônia. Com esta ação, vamos chamar a atenção do mundo inteiro para um problema urgente, e mostrar que é possível plantar, sobretudo, esperança. É bacana fazer música, mas esse projeto para plantar arvores é muito melhor”, falou Roberto Medina.

O presidente do evento disse ainda que no próximo Rock in Rio, Manaus terá telões na Ponta Negra que transmitiram todo o evento.

“Ontem, observei a praia da Ponta Negra e tive outra ideia. No próximo Rock in Rio, vamos colocar uns telões naquela área, onde serão transmitidos todo o evento ao vivo. Falei isso para o Arthur Neto ele adorou a ideia. Além dos telões, vou dar uma banda de Rock Nacional, aí é só fazer a festa”.

Atrações

O show desta noite conta com atrações do porte do tenor Plácido Domingos, a orquestra Amazônia Filarmônica e Coral do Amazonas, a cantora Ivete Sangalo, e outros como Plácido Domingo Jr., o tenor Saulo Laucas e o guitarrista Andreas Kisser.

O show que está acontecendo no palco flutuante também está sendo transmitido por telões na praia da Ponta Negra. As 20h, a cantora Ivete Sangalo cantará no anfiteatro, para uma plateia estimada em mais de 100 mil pessoas.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir