Sem categoria

Mais de 70 professores fazem protesto contra salários atrasados em Tapauá

Cerca de 70 pessoas seguiram em passeata rumo a sede da prefeitura de Tapauá - foto: divulgação

Cerca de 70 professores seguiram em passeata rumo a sede da prefeitura de Tapauá para reivindicar seus direitos – foto: divulgação

Aproximadamente 70 professores da rede pública de ensino de Tapauá (a 448 quilômetros de Manaus) realizaram na manhã dessa quinta-feira (12), um protesto em frente à prefeitura da cidade, onde reivindicaram o pagamento dos salários, que estão atrasados há um mês. Eles também exigem plano de saúde.

Segundo o vereador Antônio Veríssimo (PV), que defende a causa da categoria, os professores estão em greve há pelo menos duas semanas e só voltarão aos trabalhos  quando receberem o montante referente ao mês de abril.

“O pagamento estava atrasado há dois meses, mas no dia 11 deste mês, a prefeitura regularizou o salário de março, porém, o do mês de abril segue sem data definida. Por esse motivo, a categoria só voltará aos trabalhos após os devidos pagamentos”, disse o parlamentar.

A secretária de educação do município de Tapauá, Hosana Ferreira de Souza, afirmou que o salário do mês de março já foi pago, no entanto, resta espera agora o posicionamento da prefeitura. “O que tem prejudicado é o subsídio do mês de abril. A previsão para pagamento do benefício referente aos meses de março e abril, segundo prefeito Jaime Martins, é para o dia 20 deste mês. Até lá, os profissionais de educação seguem cumprindo o cronograma exigido pela Secretaria”, explicou.

A equipe de reportagem do EM TEMPO Online tentou entrar em contato com o prefeito Jaime Martins e o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) em Tapauá, Roberto Campos, mas até o momento desta postagem,  a equipe não conseguiu contato.

 

Por Lindivan Vilaça

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir