Dia a dia

Mais de 400 quilos de pescado ilegal são apreendidos em Manaus

Todo o material foi levado para o 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP) - foto: divulgação

Todo o material foi levado para o 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP) – foto: divulgação

Mais de 400 quilos de pescado ilegal, entre pirarucu, tambaqui, aruanã e surubim foram apreendidos na madrugada deste domingo (29), pelo Bata-lhão Ambiental da Polícia Militar do Amazonas (BPAmb) na balsa Amazonino Mendes, que está atracada no porto da feira Panair, bairro Educandos, Zona Sul da cidade.

De acordo com o Batalhão Ambiental, do material apreendido, 18 quilos de pirarucu fresco, 40 quilos de tambaqui, 105quilos de aruanã e 24 quilos de surubim que seriam comercializado ilegalmente em três bancas da feira local.

O responsável por uma das bancas que continha parte do material fugiu assim que avistou a equipe de fiscalização.

Ainda segundo o batalhão, os pescados aprendidos estão no período de defeso, os mesmos estavam escondidos em caixas encobertos por outros peixes que não estão no período de defeso. Os responsáveis não foram localizados e nem se manifestaram durante a ação do BPAmb.

Todo o material foi levado para o 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), após os procedimentos realizado na delegacia, os peixes serão doados para instituições de caridade.

A Polícia Ambiental ressaltou que que a comercialização de espécies que se encontram em período de defeso só é licita quando oriundas de áreas de manejo devidamente autorizadas. O art. 34 ,inciso III da lei 9.605/98 disci-plina a matéria.

Eles orientam os consumidores a exigirem do comerciante o certificado de origem do pescado que está sendo adquirido, afim de inibir a perpetuação da prática ilícita, estimulando a adequação da atividade e do comércio.

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir