Dia a dia

Mais de 312 mil pessoas imunizadas contra a gripe

A maior procura pela vacina, até aqui, no Amazonas, foi das puérperas - foto: divulgação

A maior procura pela vacina, até aqui, no Amazonas, foi das puérperas – foto: divulgação

Mais de 312,4 mil pessoas já receberam a vacina que protege contra a influenza, em todo o Estado, desde o dia 27 de abril. Com esse número, o Amazonas atinge uma cobertura vacinal de 36,4%, com o melhor desempenho, até aqui, entre os Estados da Região Norte.

O índice também é superior à média nacional registrada até o momento, que aponta 20%, com aproximadamente 8,1 milhões de pessoas vacinadas em todo o país, segundo dados repassados pela Gerência Estadual de Imunização, da Secretaria Estadual de Saúde (Susam).

O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, recomenda às pessoas inseridas nos grupos prioritários, que ainda não se vacinaram, que procurem as unidades de saúde. “A estimativa é de que 932,2 mil pessoas sejam imunizadas em todo o Estado durante a campanha, prevista para se estender até o dia 22 deste mês”, disse.

As ações de imunização são realizadas pelas Secretarias Municipais de Saúde. No último sábado, todos os 62 municípios amazonenses participaram do Dia D de Mobilização contra a influenza, promovido pelo Ministério da Saúde em todo o país.

Prioridades

O público-alvo da campanha de vacinação é formado pelas crianças de seis meses a menores de cinco anos; adultos com idade igual ou superior a 60 anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); portadores de doenças crônicas não transmissíveis; indígenas e trabalhadores da saúde.

De acordo com a Gerência de Estadual de Imunização, além de Manaus, que já tem uma cobertura vacinal superior a 57%, os municípios de Carauari (com cobertura de 64,2%); Itacoatiara (62%), Autazes (57%), Anori (57,9%), Novo Airão (44,8%); Caapiranga (44%); Coari (39,17%) e Fonte Boa (30,13%), destacam-se no desempenho da ação. “É muito importante que as equipes de vacinação dos municípios continuem mobilizadas para assegurar o acesso à vacina ao maior número de pessoas, nos grupos prioritários”, frisou Wilson Alecrim.

A maior procura pela vacina, até aqui, no Amazonas, foi das puérperas, alcançando uma cobertura vacinal de 60%, considerando a população estimada para este grupo prioritário, seguido pelos idosos (50,2%), trabalhadores da saúde (46%), crianças (34,6%), grávidas (32,1%) e indígenas (11%).

O Ministério da Saúde tem reforçado que a vacinação contra a influenza é uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe. Conforme o ministério, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

No último sábado, os municípios ofereceram uma estrutura mais ampla de vacinação, inclusive em pontos estratégicos, fora das unidades de saúde. Mas a partir desta segunda-feira, a vacina volta a ser oferecida, no caso da capital, nas Unidades Básicas de Saúde e policlínicas da Semsa. No caso das crianças e dos idosos, também está disponível nos Centros de Atenção Integral à Criança (Caics) e Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimis), da Susam.

Todas essas unidades funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir