Economia

Mais de 26 mil já enviaram declaração de IRPF

Quem não entregar a declaração fica sujeito ao pagamento de multa – Arquivo AET

Mais de 26,4 mil amazonenses já fizeram a declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O quantitativo foi registrado nesta quarta-feira (8). A multa para quem entregar fora do prazo é de R$ 165,74 e o máximo é de 20% do imposto apurado na declaração. A Receita Federal orienta os contribuintes a não deixarem para a última hora, pois pode haver congestionamento no sistema.

Segundo a Receita Federal, o contribuinte pode fazer sua declaração por meio de dispositivos móveis, tablets e smartphones, por meio de um computador mediante a utilização do Programa Gerador da Declaração (PGD) ou acessando o serviço “Declaração IRPF 2017 on-line”, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).

As pessoas que se enquadram no perfil de contribuinte, segundo informou a Receita Federal, são os que receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste anual na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70, tais como: rendimentos do trabalho assalariado, não assalariado, oriundos de aposentadoria, pensões, aluguéis e provenientes a atividade rural. Também quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

As pessoas que optaram pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do artigo 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005, também devem fazer sua declaração de IRPF.

Além delas, pessoas que tiveram a posse ou a propriedade bens ou direitos, em 31 de dezembro do ano passado, inclusive terra nua, cujo valor total foi superior a R$ 300 mil e quem passou à condição de residente no Brasil e encontrava-se nessa condição em 31 de dezembro de 2016.

Existe também a obrigatoriedade de o contribuinte informar o CPF de dependentes/alimentandos com 12 anos ou mais, completados até a data de 31 de dezembro de 2016.

Henderson Martins
EM TEMPO

Com informações de Assessorias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir