Economia

Mães artesãs prosperam no bairro Puraquequara

Bonecas, toalhas e almofadas são alguns dos itens vendidos pelas artesãs – Fotos: Arthur Castro

 

 

O artesanato tem sido a “válvula de escape” que mulheres donas de casa da capital amazonense encontraram para ganhar dinheiro e incrementar a renda da família no fim do mês. Na Zona Leste de Manaus, mais precisamente no bairro Puraquequara, a produção artística valoriza a identidade cultural de donas de casa que, em muitos casos, dependem exclusivamente disso para viver.

Para atuar de maneira mais organizada, essas mulheres criaram o projeto “Mães Unidas Criando Prosperidade”. De acordo com a dona de casa Antônia Diva Lima, diferentes produtos são expostos no projeto, com preços bem variados. “Os valores vão de R$ 5 a 50. São bonecas, jogos de tecidos, almofadas, pezinhos para porta, aromatizadores de ambiente e até perfumes”, afirma.

Para Antônia, o projeto é uma grande ajuda em sua renda financeira mensal. Apesar de buscar incrementar a renda com outras atividades, ela confessa que é com o trabalho de artesanato que se identificou mais.

“Sou dona de casa e também trabalho com comida, mas atuar com o artesanato, realmente, tem sido muito bom para mim. Não é apenas uma forma de me distrair, mas de ganhar dinheiro e aumentar a renda no fim do mês”, enfatiza.

Origem

De acordo com uma das organizadoras do projeto, Joana D’Arc, várias mães e donas de casa se reuniram e decidiram atuar com o artesanato. Segundo ela, além de prosperar economicamente, a decisão de criar esse grupo possui também um lado social.

“A iniciativa tem o intuito tanto de promover o trabalho dessas mulheres, que se dedicam bastante, quanto de gerar uma renda e independência para essas mulheres que nem sempre têm outra fonte de sustento”, explica Joana.

De acordo com ela, o grupo se reúne para expor os trabalhos sempre uma vez por mês, no bairro Puraquequara, Zona Leste. Uma das organizadoras do projeto, Joana informou que as artesãs pretendem fazer a exposição em outros bairros de Manaus. “Nosso projeto começou com uma dona de casa chamando a outra, no ‘boca a boca’ mesmo. Atualmente, temos quase 20 participantes que moram em diferentes bairros e queremos levar para outras zonas da cidade, fazendo com que esse trabalho fique mais conhecido em Manaus”, conta.

Cursos

A administradora e coach Kátia Medeiros atua no Espaço Conviver, um projeto que, eventualmente, oferece cursos de empreendedorismo para mães que se descobriram artistas. “Algumas delas também têm rendas fixas, entretanto, querem mais tempo para ficar com os filhos e buscam no artesanato uma forma de ganhar dinheiro e poder cuidar de suas crianças”, diz.

Segundo ela, porém, é preciso tomar alguns cuidados. “É necessário ver se o mercado está bom, como será feita essa transição e, principalmente, o tempo de retorno financeiro. Uma pesquisa é fundamental”, destaca a especialista.

Alyne Araújo

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir