Dia a dia

Mãe de bebê desaparecido mantém versão de que pai jogou criança em rio

Cleudes garante que o marido, Josias, está vivo e que jogou aofilho na água - foto: Diego Janatã

Cleudes garante que o marido, Josias, está vivo e que jogou aofilho na água – foto: Diego Janatã

Cleudes Maria Batista de Moraes, 23, mãe do bebê Pablo Pietro de apenas quatro meses, arremessado no Rio Negro, na tarde da última sexta-feira (14), disse em depoimento, na tarde desta  quinta-feira (20),  não ter envolvimento com o crime.  Cleudes  afirma que o pai do bebê, Josias da Silva Alves, que está desaparecido, jogou a criança no rio.

Josias teve a prisão preventiva decretada e está sendo procurado pela polícia.  A mãe do bebê prestou depoimento na Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) e manteve a versão que o filho foi jogado pelo ex-companheiro após uma discussão.

Segundo o titular da DEHS, Ivo Martins, Cleudes relatou que foi cobrar pensão e ficou as margens do rio esperando quando Josias chegou em um embarcação e ela entrou. Logo em seguida, eles começaram uma discussão, foi quando o pai do bebê se enfureceu, puxou a criança de seus braços e arremessou no rio.

A mãe relatou ainda ,que escutou o choro do bebê antes da criança cair na água. “Nós já estamos em contato com uma pessoa que quer entregar o Josias. É uma questão de tempo para ele ser preso. Posso até dizer que um dia seja  o suficiente”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, amigos e familiares de Josias já prestaram depoimento na delegacia na tarde de sexta-feira (14), e afirmaram que o acusado já entrou em contato com a família. O delegado disse ainda que o depoimento de Josias  é necessário para poder desvendar o crime. “Uma coisa nós sabemos é que houve um crime”, declarou.

Por Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir