Sem categoria

Madrasta de menina morta por asfixia, em Autazes, é presa como principal suspeita do crime

Há suspeita de outros envolvidos no assassinato que continuam sendo investigados- foto: divulgação /arquivo família

Há suspeita de outros envolvidos no assassinato que continuam sendo investigados- foto: divulgação /arquivo família

A madrasta da estudante Grazielly Santos da Costa, de apenas 9 anos, assassinada por asfixia em Autazes, foi presa na manhã desta quarta-feira (24) como principal suspeita do crime.


A prisão da madrasta, de nome não revelado, foi feita no próprio município (distante 112 quilômetros de Manaus), pelo titular da 39ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Eleandro Granja, com o apoio de investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

As buscas começaram após o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontar que Grazielly teria sido assassinada por asfixia e uma equipe DEHS seguir para fazer as diligências.

A mulher, principal suspeita e suposta mentora do assassinato, está sobre custódia temporária do 39º DIP, aguardando que o mandado de prisão seja expedido pelo juiz, para que seja encaminhada ao Centro de Detenção Provisória (CPD) Feminino, na capital.

Também há suspeita de outros envolvidos no assassinato que continuam sendo investigados.
Relembre o caso.

Na última sexta-feira (19), o corpo da menina desaparecida desde o dia 17 foi encontrado por populares no ramal do Tumbira, estrada do Rosarinho, município de Autazes.

A vítima tinha sido vista pela última vez quando foi à escola e não retornou mais à residência onde morava com a família.

Já na segunda-feira (22), o IML divulgou um laudo preliminar informando como sendo asfixia a causa da morte e não perfurações por arma de fogo, como se suspeitou no primeiro momento, devido ao corpo apresentar algumas perfurações.

Ainda conforme laudo, as perfurações teriam sido provocadas por bicadas de urubu.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir