Esportes

Lutadora amazonense quer brilhar na Copa Artur Neto de Jiu-Jítsu 2015

Com a medalha de ouro do Sul-Americano em mãos, Maysa lembrou a dificuldade que foi custear a ida para São Paulo- fotos: divulgação/Marco Aurelio Ferreira

Com a medalha de ouro do Sul-Americano em mãos, Maysa lembrou a dificuldade que foi custear a ida para São Paulo- fotos: divulgação/Marco Aurelio Ferreira

Depois de brilhar no Campeonato Sul-Americano, a lutadora amazonense Maysa Ladislau agora quer a medalha de ouro na Copa Artur Neto de Jiu-Jítsu 2015, que acontecerá neste sábado (5) e domingo (6), na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, Zona Centro-Oeste de Manaus.

No último fim de semana, a atleta de 35 anos levou a bandeira do Amazonas para o topo do pódio do Sul-Americano organizado pela International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF) na cidade de Barueri (SP). Ela, que é treinada pelo professor Ângelo Carioca, foi campeã na categoria médio (até 69 kg).

“Fiz quatro lutas e ganhei todas por pontos. Uma experiência bem interessante, pois competi contra atletas do Brasil e de outros países”, destacou a faixa azul da Carioca Team, academia localizada no conjunto Campos Elíseos, Zona Centro-Oeste de Manaus.

De volta para casa, ela corre contra o tempo para se recuperar de uma lesão no joelho direito. O foco é estar 100% para a competição do fim de semana.

“Preciso me recuperar a tempo de disputar a Copa Artur Neto que é um dos eventos mais tradicionais do calendário da FJJAM, inclusive já estou inscrita nesse campeonato”, ressalta a atleta, que acredita na recuperação nos próximos dias.

A atleta de 35 anos levou a bandeira do Amazonas para o topo do pódio do Sul-Americano

A atleta de 35 anos levou a bandeira do Amazonas para o topo do pódio do Sul-Americano

Amigos ajudaram
Com a medalha de ouro do Sul-Americano em mãos, Maysa lembrou a dificuldade que foi custear a ida para São Paulo. Vários amigos e parceiros ajudaram a realização do sonho, como Laurênio Neto, Barbosa Neto, Patrícia Adria, Professor Rômulo, Eduardo Vicente, Jocélia Duarte, Arthemes Assis (Athos Kimonos), Anderson Souza e a deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB).

“Só tenho que agradecer a ajuda de todos esses amigos e parceiros que acreditam e investem nos atletas amazonenses, mesmo em tempos de crise. Lembrar também que tive a ajuda do professor Ayres Neto em todas as lutas do Sul-Americano”, enalteceu a campeã.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir