Cultura

Loja oficial do Boi Caprichoso é inaugurada em Parintins

Noventa por cento dos produtos são confeccionados ou comprados no município – foto: divulgação/Boi Caprichoso

Uma noite para marcar mais uma etapa conquistada pelo Boi Caprichoso, com o lançamento da Loja Oficial “Vitrine Azul”, inaugurada nesta sexta-feira (06). A Rua Boulevard 14 de Maio foi o palco do evento onde está localizada a loja. A festa foi transformada em celebração reunindo sócios, convidados e empresários que prestigiaram a novidade apresentada pelo presidente Babá Tupinambá.

As peças desfilaram na passarela com um elenco que reuniu a cunhã-poranga, Marcielly Albuquerque, o pajé, Netto Simões, o apresentador Edmundo Oran, entre outros personagens.

A economia de Parintins terá mais um reforço com o funcionamento da Vitrine Azul. A parceria da Associação Cultural Boi-Bumbá Caprichoso com a empresa parintinense Coimbra – Malharia, Gráfica e Comunicação Visual tornou possível a tão sonhada loja, com geração de renda local, com 90% dos produtos confeccionados no município.

Não só o sócio e torcedor do Caprichoso é o privilegiado, mas os turistas de todas as partes do mundo. A Vitrine Azul, também disponível de forma virtual no site www.lojacaprichoso.com.br, oferta variedades de produtos, camisas com o tema Caprichoso 2017 “A Poética do Imaginário Caboclo”, sandálias personalizadas, artesanatos em geral, bois em miniatura, adornos, chaveiros, copos, canecas, agendas, CD, DVD, colares, travesseiros, almofadas e brincos.

O público conheceu os modelos de camisas e acessórios da loja em uma desfile que contou com a presença de itens oficiais do bumbá – foto: divulgação/Boi Caprichoso

Produtos oficiais com a marca do Boi Caprichoso e até biojoias são algumas das opções para o público na Vitrine Azul. O presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá, afirma que, para uma loja funcionar, precisa de vários produtos e o boi contatou pessoas que trabalham com peças relacionada a cultura de Parintins.

“Nós fomos atrás desses artesãos para trabalharem indiretamente na loja. Compramos ou encomendamos essas peças para colocar dentro da loja. Então, não é só o Caprichoso que ganha. Ganha também a comunidade e as pessoas que trabalham com esse tipo de produto. O importante é isso, não é só o Caprichoso ganhar, mas Parintins e comunidade. A loja representa uma alternativa econômica a Parintins”, enfatiza o dirigente azulado.

Babá Tupinambá revela que tudo que puder ser comprado em Parintins irá oxigenar a economia local. “Nós procuramos sempre fazer o melhor pelo nosso Boi Caprichoso”, acrescenta. Com a retomada da parada de cruzeiros em Parintins, na segunda quinzena de janeiro, os turistas internacionais já poderão conhecer a Loja Caprichoso e fazer aquisição dos produtos. “É mais uma maneira de nós atrairmos o turista e o point será a loja”, pontua.

Produtos licenciados

Uma das novidades que o presidente do Caprichoso ressalta é o selo oficial do boi para controle e autorização da comercialização dos produtos com a menção ao bumbá. “Vamos contatar todas as empresas que fabricam camisas do boi e queiram usar a marca do Caprichoso. Vai ser diferente a partir de agora. Sabemos que toda administração tem uma maneira de administrar e eu sempre vou zelar pela marca Caprichoso”, explica.

O Caprichoso não vai impedir ninguém de vender os produtos, mas trabalhará com o selo. “Vamos ter uma fiscalização direta no festival. As pessoas que querem vender os produtos, vão ter que comprar o selo e colocar na camisa para mostrar que é licenciado do Caprichoso. Qualquer pessoa pode vender a camisa ou qualquer produto que tenha o nome Caprichoso, a cara do boi, a logo, terá que ter autorização”, ressalta Babá Tupinambá.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir