Dia a dia

Limpeza em cemitérios iniciou logo após missas

Aproximadamente 500 mil pessoas visitaram os cemitérios de Manaus neste feriado - foto: Arthur Castro

Aproximadamente 500 mil pessoas visitaram os cemitérios de Manaus neste feriado – foto: Arthur Castro

Logo após as missas das 21h, aproximadamente 400 trabalhadores da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) entraram em todos os seis cemitérios da cidade para fazer a limpeza dos locais. Ao final do mutirão de limpeza, um relatório foi feito para verificar a quantidade de lixo coletado.

De acordo com o subsecretário de Gestão da Semulsp, Eisenhower Pereira, no Dia de Finados e nos dias antecedentes, muito lixo é gerado.
“Quase 500 mil pessoas visitaram os cemitérios de Manaus neste feriado e, com este número, muito lixo é gerado”, enfatizou.

Entretanto, conforme Pereira, o principal desafio era o risco de incêndio com a grande quantidade de velas acesas. “É sempre um risco acender velas em local inadequado devido ao tempo que está bastante seco, a vegetação está seca, e o risco é maior. Ficamos antenados em relação a isso, junto com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros. Durante todo o dia não houve grandes registros de ocorrência fora da normalidade”, afirmou.

Pereira informou ainda que uma megaoperação foi criada para acompanhar o feriado do Dia de Finados, dentro dos cemitérios. A ação contou com a presença do Corpo de Bombeiros de Manaus (CBM), Polícia Militar (PM), Defesa Civil, Guarda Municipal e a Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semusp).

O sargento do Corpo de Bombeiros, F. Silva, destacou que em todos os cemitérios houve presença de militares, com o objetivo de prevenir incêndios e para que pudessem orientar as pessoas que acendiam velas no local.

“O Corpo de Bombeiros esteve presente nos cemitérios e passou a orientar as pessoas a acender velas no local adequado para evitar incêndios de grande proporção. Além do mais, quando o fogo começava a alterar, íamos lá, e apagávamos. Tudo isso para evitar acidente com as pessoas que frequentavam o local”, explicou.

Prefeito visitou túmulos

O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), que esteve presente no cemitério São João Batista, localizado no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, visitando as sepulturas de alguns amigos e parentes, contou que foi montada uma estrutura para atender os visitantes.

“A fiscalização foi bastante intensa no cruzeiro, uma vez que é um local onde as pessoas se concentram para acender velas para seus entes queridos. Somando todos os cemitérios de Manaus, tivemos mais de 500 mil pessoas, e a prefeitura se preparou para receber esses visitantes, desde a limpeza dos locais até a questão de segurança. Para mim, isso é uma festa que homenageia meu pai, significa mais que a própria festa de Natal, pois o Natal é uma data mais de alegria, do que de meditação. Fui visitar o governador Gilberto Mestrinho, o pai do senador Omar Aziz (PSD), a minha secretária Fafá, a minha prima que faleceu tão jovem, entre outros amigos”, disse Arthur.
Missa tradicional

Arthur também enfatizou que a missa que acontecia do lado de fora do cemitério e reuniu centenas de pessoas é uma das tradições de seu primeiro governo, desde 1990, e são 25 anos de missa campal.

Por Henderson Martins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir