Política

Líderes religiosos do Amazonas acreditam em mudanças a partir do afastamento de Dilma

O arcebispo Dom Sergio Castriani, o cenário político pelo qual o Brasil está passando é muito difícil- foto: Arquivo EM TEMPO

O arcebispo Dom Sergio Castriani, o cenário político pelo qual o Brasil está passando é muito difícil- foto: Arquivo EM TEMPO

Líderes religiosos consultados pelo EM TEMPO adotaram um discurso único: de que o Brasil possa encontrar seu caminho com a saída de Dilma.

“A população brasileira está muito desacreditada do atual governo. Precisamos dessa mudança, estamos vivendo um momento instável na política e na economia”, comentou o presidente da Ordem dos Ministros Evangélicos do Amazonas (Omeam), pastor Sadi Caldas, Para o líder, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) talvez tenha o equilíbrio que Dilma não teve e que acabou afetando de forma direta todos os brasileiros. “Vamos esperar que Temer olhe para a população brasileira e que não faça nada que possa causar mazelas sociais. Vamos dar esse voto de confiança”.

De acordo com o Hounnon, Alberto Jorge, o cenário político é de tristeza e decepção.  “Até porque ajudei a eleger o ex-presidente Lula (PT) duas vezes e a presidente Dilma uma vez. Entendo que devemos mudar o que está em curso no país e no momento devemos começar com a retirada da Dilma, através do impeachment. Ela não sabe governar, essa vai ser a melhor solução”, opinou.

O representante das afro-religiões informou ainda que a melhor alternativa agora para a melhoria do nosso país seriam novas eleições.  “Não acredito que o vice Michel Temer também seja a melhor opção. Minha opinião é que deveriam ser feitas novas eleições, já que nem o Congresso se mostrou confiável. É um festival de negociações, as mais sujas que já foram vistas na história deste país. Quem negociou com Dilma, agora negocia com Temer. Precisamos escolher novamente um representante, porque os que estão no poder agora não representam e não merecem os votos de confiança da nação brasileira”.

Segundo o arcebispo Dom Sergio Castriani, o cenário político pelo qual o Brasil está passando é muito difícil, mas que devemos sempre esperar o melhor.

“É difícil avaliar o cenário político pelo qual estamos passando, mas a gente sempre espera o melhor. Temer assume, mas Dilma ainda é a presidente. Espero que as pessoas que assumirem sejam republicanas, pensem no bem de todos, não só nos partidos e jogos de poder. É importante que esses homens que estão assumindo façam o bem para a nação. As pessoas podem surpreender, mas não há lugar para muito otimismo.  Já que vimos espetáculos de traição contra a presidente Dilma. Pessoas que estavam há mais de 12 anos no PT, hoje, dizem que ela acabou com o país. É complicado”, ressaltou.

Por Kattiúcia Silveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir