Dia a dia

Laudo indica que ‘pipas’ contribuíram para acidente na comunidade da Sharp

Linhas de papagaio de papel contribuíram para que ocorresse o acidente na rua Oriente, conforme a análise técnica da empresa Amazonas Energia - foto: Márcio Melo

Linhas de papagaio de papel contribuíram para que ocorresse o acidente na rua Oriente, conforme a análise técnica da empresa Amazonas Energia – foto: Márcio Melo

O laudo técnico do acidente registrado no último dia (5), na rua Oriente, da comunidade da Sharp, no bairro Amazonino Mendes, Zona Leste, que matou duas pessoas e vitimou outras 12, emitido na manhã de ontem pela empresa Amazonas Energia, dá conta de que o rompimento do cabo de média tensão que atingiu as 22 pessoas, foi causado por um corte de linha de papagaio de papel. “Essa é a conclusão do laudo técnico da Eletrobras Distribuição Amazonas que investigou as causas do acidente”.

Segundo a Amazonas Energia, o resultado se deu com base em fotografias e depoimentos de técnicos eletricistas que estiveram no local do acidente, onde foi constatado que cinco, dos sete fios que compõem o cabo, foram cortados, de forma que os dois fios restantes não suportaram a tensão do próprio cabo, causando o rompimento.

Foram analisadas as fotos do campo, posicionamento e o sentido da fonte-carga para avaliar as causas do rompimento. Também foram consideradas as informações repassadas pelas equipes técnicas que estiveram no local, imediatamente, após o acidente. Não foi possível realizar análise dos cabos, pois os mesmos estão de posse dos peritos da Polícia Civil.

Conforme o laudo foram consideradas três hipóteses para o rompimento do cabo. A primeira delas aponta para um ponto quente que poderia derreter os cabos e, consequentemente, reduzir a resistência mecânica. No entanto, conforme a análise, pontos quentes só aparecem em emendas ou conexões e, no caso avaliado, o rompimento aconteceu no meio do vão em um cabo sem emendas naturais, descartando tal hipótese.

A segunda suspeita, diz respeito a um esforço mecânico atípico no qual o condutor possa ter sido exposto a galhos de árvore e/ou objetos estranhos. No entanto, o vão é livre de árvores e não existem edificações maiores que a rede que pudessem eventualmente jogar objetos estranhos sobre a rede. Nem mesmo na hora do acidente foi mencionado ventos mais fortes no local. Porém, a referida hipótese também foi descartada devido à inexistência de sustentação.

Já a terceira hipótese, que tratou do corte por linhas de papagaio de papel (pipas), segundo a avaliação técnica, explicou os cortes no cabo, pois as linhas de papagaio, muitas do tipo chilenas ou com cerol, podem, através da fricção, cortar o alumínio e reduzir a sua resistência mecânica, até que os fios restantes do encordoamento não suportem o próprio peso do cabo.

Segundo a Amazonas Energia, outros fatores que reforçaram a terceira hipótese foi a visível identificação de restos de papagaio de papel na rede de distribuição, incluindo uma carcaça de papagaio de papel bem próximo a ponta do cabo partido. A empresa chamou a atenção para o fato de que, a análise da causa resultou do relato das equipes técnicas que participaram do atendimento. “Eles receberam a informação de moradores que afirmam que pessoas brincavam com papagaio de papel no local na hora do acidente”, informou a concessionária.

Rede elétrica

Conforme moradores da rua Oriente, quatro dias após o acidente, a Amazonas Energia esteve no local e trocou os fios da rede elétrica. Porém os moradores reclamaram que as demais ruas do bairro, que passam pelo mesmo problema não receberam a mesma atenção. “Eu moro aqui há 16 anos, e de um tempo para cá, esses fios estavam velhos precisando ser trocados. Mesmo com a solicitação de diversos moradores a empresa não veio aqui, foi preciso acontecer esse acidente. Gostaríamos que eles trocassem os fios de todas as ruas do bairro, porque estão nas mesmas condições que estavam os daqui”, comentou a dona de casa Eliana Ramos, 53.

 

Por Michelle Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir