Dia a dia

Lanche escolar requer atenção na volta às aulas

Lanche

Salgadinhos, biscoitos recheados, refrigerantes são alimentos geralmente oferecidos aos filhos, oferecendo riscos – foto – Diego Janatã

Com o início das aulas, muitos estudantes se deparam com a tentação das frituras, salgadinhos e doces vendidos nas cantinas de algumas escolas. Isso tem se tornado uma preocupação a mais para os pais que lutam por uma alimentação saudável para os seus filhos em idade escolar. Mas, como montar uma lancheira saborosa e saudável, à base de carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais, aliando sabor e nutrientes à alimentação das crianças? A nutricionista Jovana Benoliel Araújo, dá algumas dicas, para vencer o desafio de preparar lanches de boa qualidade que vão agradar crianças e adultos.

Segundo ela, é cada vez maior o número de pais que procuram ajuda profissional pedindo orientação na preparação de alimentos saudáveis e nutrientes que agradem as crianças.

“Esse desafio geralmente acontece quando o lanche da escola não é a continuação das refeições saudáveis em casa. Recomendamos aos pais frutas e sucos naturais, além de pão branco, biscoito caseiro de aveia, cenourinha, milho cozido e batata doce cozida. É bom evitar achocolatados, refrigerantes, sucos industrializados e salgadinhos. Em muitas cantinas de colégios vendem macarrão instantâneo miojo e isso não é recomendado”, observa.

Na avaliação da nutricionista, os pais devem procurar balancear os alimentos em porções que possam fornecer às crianças carboidratos. “Tem que haver carboidratos e energéticos que podem ser encontrados nos tubérculos (mandioca e batatas), pães com recheio fibroso ou proteico com queijo branco, ovo cozido. Se a escola tiver como acondicionar na geladeira, frutas e iogurtes podem complementar a alimentação”, sugere.

Jovana dá dicas aos pais sobre os alimentos não recomendados que podem causar doenças como a obesidade e hipertensão. Na lista do que deve ser evitado estão os alimentos ricos em açúcares, gordura e sódio, como biscoitos recheados, doces, refrigerantes e salgadinhos industrializados. “Esses salgadinhos são riquíssimos em sódio, e as crianças estão consumindo muito sódio e ficando hipertensas cedo. Por isso, recomendo sempre evitar os produtos industrializados bolachas recheadas e bebidas açucaradas”, recomenda Jovana.

Orientação

Consciente de que a boa alimentação começa dentro de casa, a recepcionista Andrea Perola Braga, não abre mão de consultar uma vez por ano uma nutricionista e definir uma dieta saudável para a filha, Perola Braga Ferreira, 9, antes da volta às aulas.

“Fui a nutricionista no dia 27 de janeiro antes do início do período escolar. Desde que a minha filha tinha 2 anos de idade, ela se alimenta de acordo com as orientações de uma profissional da área de alimentação. Antes de ir para a escola ela se alimenta bem tomando mingau de aveia e às 9h na escola come uma fruta que escolho entre uva, maçã ou pera”, explica.

Andrea prepara todos os dias o lanche da filha e diz que prefere uma alimentação balanceada e gostosa para que a criança se alimente bem e não reclame do lanche que está levando para a escola. “Atualmente, coloco na lancheira uma fruta e sanduiche natural feito em casa com patê de cenoura. Às vezes faço também um suco natural. Somente na sexta-feira libero que ela faça um lanche na escola para merendar junto com as coleguinhas”, informa.

Seguindo as orientações da nutricionista, ela disse que evita refrigerantes e produtos industrializados ou salgadinhos que são riquíssimos em sódio e prejudica a saúde das crianças.

 

Por Emerson Quaresma

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir