Dia a dia

Lancha roubada é recuperada em Rio Preto da Eva

Pedro já tem passagem na polícia e estava cumprindo pena por roubo no regime semiaberto do Compaj – foto: divulgação/Polícia Civil

Pedro já tem passagem na polícia e estava cumprindo pena por roubo no regime semiaberto do Compaj – foto: divulgação/Polícia Civil

Policiais da Delegacia Fluvial (Deflu) e da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros em linha reta de Manaus) recuperaram uma lancha esportiva, na tarde deste sábado (11). A embarcação foi roubada no dia 5 deste mês, em Manaus, e recuperada por volta de 16h, em Rio Preto da Eva, com Pedro Valeriano Messias, 43. Ele foi autuado em flagrante por receptação.


De acordo com a adjunta da 36ª DIP, delegada Déborah da Fonseca Barreiros, o crime ocorreu em um sítio localizado no bairro Tarumã, na Zona Oeste da capital. “A vítima nos informou que foi abordada por quatro infratores encapuzados que levaram a lancha, uma pistola calibre 380 e R$ 8 mil”, disse.

Rafael Costa e Silva, delegado titular da Deflu, relatou que dois dias após o roubo, dois homens e uma mulher deixaram a lancha em um flutuante no município, pois não estavam conseguindo sair do local.

“Eles disseram que se perderam e que voltariam ao local no sábado, para acompanhar uma lancha escolar que os guiaria até Rio Preto da Eva. Nesse intervalo de tempo, a vítima, após denúncias anônimas, descobriu o paradeiro da lancha roubada e foi até o local confirmar as informações”, explicou o delegado.

No sábado, quando abasteciam a lancha, o trio foi abordado pelos policiais e encaminhado até a delegacia. Após prestar esclarecimentos, um homem e a mulher foram liberados por não estarem ligados ao roubo. Em depoimento, Pedro relatou que tinha recebido mil reais para levar a lancha do bairro Puraquequara, Zona Leste de Manaus, até o município.
“Pedro já tem passagem na polícia e estava cumprindo pena por roubo no regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Acredito, inclusive, que após esse crime ele terá regressão de pena para o regime fechado”, finalizou Déborah.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir