Política

Kátia Abreu desmente rumores de dissidência com Temer e PMDB

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, distribuiu nesta terça-feira (15) à tarde nota à imprensa, na qual contesta versões a respeito da decisão de suspender sua viagem à Rússia, acompanhando a comitiva do vice-presidente, Michel Temer.

Senadora licenciada pelo PMDB de Tocantins, a ministra informou que algumas versões publicadas procuram intrigá-la com o vice-presidente e com seu partido, além de estimular a ideia de ruptura dentro do governo.

Na nota, ela destacou que suas relações políticas e pessoais com a presidenta Dilma Rousseff e com Temer “não são excludentes”. Acrescentou que é fiel ao país e afirmou que integra, “com lealdade e disciplina”, o governo Dilma e tem Michel Temer na conta de “aliado dedicado”.

A ministra lamentou a exploração de circunstâncias para contaminar o ambiente político e informou que não viajou porque está em tratamento ortopédico no Hospital Sara Kubitschek, por causa de lesões sofridas nas “muitas viagens por conta do exercício do cargo que ocupo”.

A ministra admitiu ainda que o esforço governamental por cortes orçamentários contribuiu para a decisão de não viajar. Os cortes, segundo ela, afetam todos os ministérios e impõem atenção e acompanhamento para que sejam aplicados de forma seletiva e estratégica por cada ministro.

Kátia Abreu também rebateu a versão de que tenha se negado a participar do programa partidário do PMDB. Ela disse que se apresentou para a gravação, que foi reagendada, e deixou “aprovado” o texto com sua fala.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir