Holofotes

Justiça emite ordem de restrição contra Johnny Depp, acusado de agressão pela mulher

Segundo a BBC, a decisão impede que o ator se aproxime ou entre em contato com Amber - foto: divulgação

A decisão impede que o ator se aproxime ou entre em contato com Amber – foto: divulgação

Um juiz norte-americano emitiu nesta sexta-feira (27) uma ordem de restrição contra Johnny Depp, após sua mulher, Amber Heard, acusá-lo de agressão. Segundo a BBC, a decisão impede que o ator se aproxime ou entre em contato com Amber.

A mulher de Depp, que também é atriz, compareceu ao tribunal com contusões no rosto e afirmou ter sido vítima de repetidas agressões físicas por parte do ator, segundo noticiou o site “TMZ”.

A publicação divulgou uma imagem que mostra Amber com um hematoma perto de seu olho direito. Segundo a atriz, a foto foi feita logo depois de Depp jogar um celular em seu rosto, na noite do último sábado (21). Ainda segundo o “TMZ”, ela contou que Depp lhe ofereceu dinheiro para que se mantivesse calada.

Em vez disso, Amber pediu o divórcio do ator, após 15 meses de casamento. A notícia sobre a separação do casal foi divulgada nesta quinta (26) pela imprensa americana.

A revista “People” publicou uma cópia do pedido de divórcio, no qual consta que o motivo apresentado para a separação foi o de “diferenças irreconciliáveis”.

A advogada de Depp não quis comentar o caso, assim como o advogado de Amber.

Depp e Amber se conheceram no set do filme “Diário de um Jornalista Bêbado” (2011), quando o ator ainda mantinha um relacionamento com a atriz francesa Vanessa Paradis, mãe de seu filho Jack e de sua filha Lily-Rose.

Os dois se casaram em uma pequena cerimônia privada em Los Angeles, em fevereiro de 2015.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir