Esportes

Justiça dos EUA está investigando pagamentos da Nike à CBF, diz WSJ

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos está investigando os pagamentos realizados pela multinacional esportiva Nike à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em 1996, publicou nesta sexta-feira (12) o Wall Street Journal.

Segundo essa publicação, a Justiça americana está analisando o acordo de patrocínio de dez anos assinado em 1996 entre CBF e Nike no valor de US$ 160 milhões.

Após a assinatura do contrato, a Nike pagou outros US$ 40 milhões em conceito de “despesas de marketing”, que não estavam contempladas no acordo inicial, e que foram depositados em uma conta bancária na Suíça em nome de uma empresa brasileira de patrocínio esportivo.

O documento ao qual o Wall Street Journal teve acesso não identifica, em nenhum momento, a Nike por seu nome, mas se refere a “uma multinacional esportiva americana”. Segundo esse mesmo jornal, fontes ligadas à investigação confirmaram que se trata da Nike.

O governo dos EUA anunciou no dia 27 de maio uma ampla investigação contra a corrupção no mundo do futebol que afeta vários dirigentes da Fifa e que, segundo o Departamento de Justiça, envolve a escolha da África do Sul como sede da Copa do Mundo em 2010 e a designação do presidente da Fifa em 2011.

No contexto dessa investigação, foram apresentadas acusações contra 14 pessoas, entre dirigentes da Fifa e executivos de empresas relacionadas com essa entidade, após a surpreendente detenção de sete deles, incluído o ex-presidente da CBF José Maria Marin, em um luxuoso hotel da Suíça.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir