Sem categoria

Juniores do Fast querem salário para jogar Copa AM

ogadores da base do Fast querem ser valorizados após as recentes conquistas alcançadas na Região Norte, onde conquistaram o Campeonato Amazonense e a Copa Norte Sub-23, além da disputa da Copa do Brasil - foto: divulgação

Jogadores da base do Fast querem ser valorizados após as recentes conquistas alcançadas na Região Norte, onde conquistaram o Campeonato Amazonense e a Copa Norte Sub-23, além da disputa da Copa do Brasil – foto: divulgação

O Fast é um dos cinco times do Estado que disputarão a Copa Amazonas, que tem início neste mês e dá acesso à Copa Verde de 2016. Porém, como não conta jogadores no elenco profissional desde o término do Campeonato Amazonense, a direção mandará o time júnior para a disputa da competição.

O torneio local, além de dar “rodagem” aos atletas, será utilizado como preparatório para a Copa São Paulo de Futebol Júnior, que o Rolo Compressor vai jogar em janeiro. O problema é que parte do elenco quer receber para atuar e a decisão acabou gerando um mal-estar entre jogadores e diretoria.

O diretor de futebol, Cláudio Nobre, disse que a proposta do clube é pagar apenas um prêmio.  “Irão receber uma premiação pela conquista do título e uma parte financeira – um mês de salário – para jogar a competição. Depois, dependendo da campanha, haverá outra conversa sobre a permanência ou não deles até a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no primeiro semestre de 2016”, explicou.

Nobre preferiu não comentar sobre salários, porém, o dirigente afirmou que não liberará as revelações tão fácil. “Antes da Copa Amazonas, nossa intenção era não liberar ninguém. Depois, quem quiser sair, pode sair”, afirmou.

Os atletas querem um reconhecimento da diretoria por terem sido campeões do Campeonato Amazonense e Copa Norte, e terem disputado a Copa do Brasil. Os atletas que têm idade estão garantidos na Copa São Paulo de Futebol Júnior e a participação deles na Copa Amazonas depende do resultado de uma reunião da diretoria. “Tenho certeza que haverá um acordo e que o clube encontrará uma forma de ajudar os jogadores. Eles têm auxílios. A gente fornece vale-transporte e premiações que a gente acerta conforme as competições, além de ajudas que eles precisam, mas quererem se tornar profissionais”, observou lembrando que todos os acordos feitos com os atletas até o momento foram cumpridos.

“Chegou até mim a história de que caso não houvesse pagamento de salários todo o time ia sair. Se isso acontecesse, a única coisa que poderia ser feita seria cancelar a participação do clube na Copa São Paulo, uma vez que não haveria como montar um outro time inteiro tão perto da competição. Mas, vamos sentar com os atletas e ver o que pode ser feito. Todos os tratos que temos com eles foram cumpridos. Nosso status atual é de participação garantida na Copa São Paulo”, concluiu.

De acordo com o técnico do juniores, Darlan Borges, os jogadores decidiram que querem receber para atuar no torneio, que começa no dia 10 deste mês, por se sentirem valorizados após as recentes conquistas.

“O valor do prêmio ainda não foi definido, mas vale lembrar que, depois da eliminação da Copa do Brasil Sub-20, alguns jogadores rescindiram contrato com o Rolo Compressor. Outros também receberam propostas, mas ainda não decidiram se deixarão o clube”, disse.

A discussão do assunto gerou mal-estar nas redes sociais, que rendeu críticas à administração fastiana. Nobre afirmou que já conversou com Darlan sobre o assunto e que há o interesse por parte de adversários em criar um clima ruim dentro do clube.
Por Lindivan Vilaça

1 Comment

1 Comment

  1. Fastiano

    3 de outubro de 2015 at 22:48

    Os atletas estão cobertos de razão em exigirem remuneração pelo seu trabalho! Se não forem atendidos, sómente quem perde é o Fast, pois é inadimissível o raciocínio do vice-presidente, que sempre foi um abnegado fastiano. É questão de perguntar o que é feito do presidente Rozenha?, Será que usou o clube apenas como trampolim para a política? É uma pena vermos nosso clube usado mais uma vez!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir