Política

Juiz de Autazes cancela 2,5 mil títulos de eleitores

Os votantes têm até o dia 4 de maio para regularizar a situação na 35ª Zona Eleitoral do município - foto: Márcio Melo

Os votantes têm até o dia 4 de maio para regularizar a situação na 35ª Zona Eleitoral do município – foto: Márcio Melo

O juiz eleitoral do município de Autazes, Cid Veiga Soares Júnior, determinou o cancelamento de 2.592 títulos de eleitores que não compareceram ao cadastramento biométrico. Os votantes têm até o dia 4 de maio para regularizar a situação na 35ª Zona Eleitoral do município.

De acordo com o magistrado, o cadastramento biométrico dos 22.944 eleitores de Autazes iniciou em outubro de 2015 e finalizou em fevereiro deste ano, com o comparecimento de 19,3 mil pessoas. Ao término do processo, 3,5 mil eleitores não tinham comparecido ao cartório eleitoral. Destes, 1.001 pediram transferência do domicílio eleitoral para outro município.

“Os números alcançados ao final dos trabalhos demonstram que cerca de 84.34% do eleitorado apto foram submetidos à revisão biométrica, e adicionando os alistamentos e transferências atingimos o percentual 102,16% em relação aos eleitores aptos no início da revisão, superando nossas expectativas”, informou o juiz na decisão assinada no dia 11 deste mês e publicada na edição de ontem do Diário Eletrônico de Justiça (DeJ), do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

Segundo dados da Justiça Eleitoral, além dos 19,3 mil eleitores de Autazes que passaram pelo cadastramento biométrico, o município ‘ganhou’ 2.130 novos eleitores que realizaram o alistamento eleitoral durante o período de cadastramento e estão aptos a votar utilizando a impressão digital a partir das eleições municipais deste ano.

“Conforme informação acostada no relatório do chefe de cartório eleitoral, estes números poderão sofrer variações para mais ou menos, tendo em vista que constam, ainda, inscrições em diligências, banco de erros e etc”, disse Cid Veiga Soares Júnior.

Em Manaus, o cadastramento biométrico terminou no dia 31 de março deste ano com 92% dos eleitores com a biometria cadastrada. Desde o dia 4 deste mês o tribunal deu início ao processo de regularização do documento eleitoral. De acordo com dados do TRE-AM, até o início desta semana, 31 mil eleitores que tiveram o título cancelado por não ter comparecido ao cadastramento biométrico regularizaram a situação eleitoral no tribunal. Há, ainda, mais de 170 mil eleitores do Amazonas com pendências com a Justiça Eleitoral.

Segundo o TRE-AM, os eleitores têm até o dia 4 de maio para regularizar a situação eleitoral, sem a necessidade de fazer agendamento para atendimento no tribunal.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir