Dia a dia

Jovem suspeito de homicídio é preso, em Itacoatiara

Por volta das 3h, a polícia conseguiu prender o suspeitou, que em seguida, simulou um ataque epilético - foto: divulgação/assessoria

Por volta das 3h, a polícia conseguiu prender o suspeitou, que em seguida, simulou um ataque epilético – foto: divulgação/assessoria

Jonatas dos Santos Costa, 18, conhecido como ‘Jonas’ é suspeito de ter matado Keliane Nayara dos Sanhtos Oran, com dois tiros, em uma briga entres grupos rivais, que ocorreu por volta das 2h de sexta-feira (16), na Rua M, bairro Jardim Amanda, no município de Itacoatiara, (a 170 quilômetros de Manaus). Por volta das 3h, a polícia conseguiu prender o suspeitou, que em seguida, simulou um ataque epilético.

De acordo com o delegado adjunto da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Itacoatiara, a vítima fazia parte de um desses grupos. No momento da confusão, ela foi atingida por dois tiros, efetuados por Jonatas. A menina ainda foi socorrida e levada para Manaus em uma ambulância, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu durante o trajeto até a capital.

O pai da vítima foi à sede da delegacia registrar o crime, onde relatou alguns detalhes da briga e informou que o autor dos tiros, que atingiram a filha dele, e os outros envolvidos no fato foram levados ao hospital do município. Após o delito, ‘Jonas’ simulou um ataque epilético e foi encaminhado ao hospital da cidade, mas na unidade hospitalar foi constatado pelos médicos o fingimento dele.

Jonatas foi levado à delegacia, onde foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. O delegado ainda destacou que o jovem já tinha passagem pela polícia por crimes feitos quando era adolescente e respondia em liberdade. Os atos infracionais foram de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal, porte ilegal de entorpecentes e tentativa de homicídio.

Ao término dos procedimentos cabíveis, Jonatas foi encaminhado a Unidade Prisional de Itacoatiara, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir