País

Jovem registra ocorrência contra Feliciano por assédio sexual

A jornalista Patrícia Lélis, 22, registrou na noite deste domingo (7) um boletim de ocorrência em que afirma que sofreu assédio sexual do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP).

O boletim foi registrado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, em Brasília, de acordo com informações da Polícia Civil. À polícia a jovem relatou ter sido vítima de assédio pelo deputado na manhã do dia 15 de junho.

As acusações contra Feliciano já haviam sido divulgadas nas redes sociais na segunda-feira (1º), por meio de imagens de mensagens de celular entre a jovem e o deputado.

Patrícia, que é militante do PSC (Partido Social Cristão), relata que foi ao apartamento do deputado para uma reunião e que lá Feliciano lhe ofereceu um cargo para que ela se tornasse sua amante. Segundo a jovem, diante da negativa, ele a teria arrastado pelos cabelos, dado socos e tentado estuprá-la.

Na sexta, o chefe de gabinete do deputado, Talma Bauer, foi detido em São Paulo, acusado de coagir a jovem com uma arma a gravar vídeos em que ela voltava atrás na acusação contra Feliciano.

Também há suspeita de que ele tenha tentado subornar a jovem para que ela não acusasse mais o pastor. Após ser ouvido, Bauer foi liberado na madrugada de sábado (6).

OUTRO LADO

A reportagem não conseguiu contato com o deputado Marco Feliciano para comentar o caso. No sábado, ele divulgou um vídeo em que se defende das acusações e afirma que há “falsa acusação de crime”.

“Eu quero dizer a todos vocês que embora eu esteja com o coração quebrado, machucado, com a minha família toda sofrendo, eu não vou julgar essa moça, eu perdoo ela, embora eu espere que ela seja responsabilizada pela falsa comunicação do crime”, afirma no vídeo.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir