Dia a dia

Jovem envolvida com o tráfico de drogas no bairro São José é presa

No apartamento de Juliana, os investigadores encontraram drogas e materiais utilizados para guardar as drogas - foto: divulgação/Polícia Civil

No apartamento de Juliana, os investigadores encontraram drogas e materiais utilizados para guardar as drogas – fotos: Ney Mendes/Polícia Civil

Juliana do Vale Pinheiro, 22, foi presa por volta das 15h30, desta quarta-feira (13), no beco São Francisco, bairro São José 2, Zona Leste, por policiais civis da 3ª Seccional Leste por envolvimento com o tráfico de drogas na capital amazonense.

De acordo com o titular da 3ª Seccional Leste, delegado Pablo Geovanni, os investigadores receberam uma denúncia anônima informando que Juliana vendia drogas naquela localidade.

Durante 15 dias de investigação, os policiais civis da 3ª Seccional Leste montaram monitoramento nas proximidades da residência de Juliana e conseguiram prender a jovem em flagrante, no momento em que ela transportava uma porção grande de substância entorpecente, provavelmente maconha.

No apartamento de Juliana, os investigadores encontraram 3 quilos de cocaína em pó, 169 pinos de plásticos utilizados para o armazenamento das drogas, porções de oxi, uma balança de precisão, uma prensa hidráulica, porções de cafeína, além de estimulantes para a mistura das drogas.

“A Juliana era quem realizava todo o preparo, armazenava e depois entregava as drogas em pontos de vendas da droga da área. Segundo Juliana, a droga pertence a um traficante da localidade e recebia  R$ 700 pelo trabalho ilegal”, explicou o delegado.

Conforme o delegado Pablo Geovanni, a jovem transportava as drogas em sacolas de empresas de cosméticos para não levantar suspeitas da polícia. O suposto traficante já está sendo investigado, mas não teve o nome revelado para não atrapalhar as investigações.

A jovem já acumula três passagens pela Delegacia Especializada em Apuração de Atos Inflacionais (DEAAI) por tráfico de drogas. Juliana foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e material para o tráfico de drogas. Após os procedimentos cabíveis, a jovem será encaminhada ao Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF), onde aguardará à decisão da Justiça.

Por Josemar Antunes (especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir