Dia a dia

Jovem morre afogado na Ponta Negra

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado para o local - foto: Josemar Antunes

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado para o local – foto: Josemar Antunes

Um jovem de 22 anos, identificado até o momento como Luan, morreu afogado por volta das 16h30, deste domingo (14) no complexo turismo da Ponta Negra, na Zona Oeste da cidade. O rapaz estava sobre o efeito de bebida alcoólica, informou o Corpo de Bombeiros.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o rapaz estava dentro perímetro de segurança da praia, mas estava bastante embriagado, quando falou que iria se jogar na água pois queria morrer.
Segundo os bombeiros, os amigos da vítima, que estavam com ele, informaram que pensaram que o jovem estava brincando, porém, o rapaz cumpriu a palavra e caiu na água.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, ao perceberam que o rapaz estava demorando a voltar para a área, os outros jovens resolveram cair na água, mas encontraram a vítima inconsciente e acionaram os salva vidas que tentaram reanimá-lo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado para o local, a equipe também tentou reanimar o rapaz, mas a tentativa foi frustrada e foi constatado a morte.
O Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo e levou para a sede do órgão, onde aguardará a identificação de familiares.

Outro rapaz de 22 anos identificado como José Ferreira Neto, 22, também morreu afogado na tarde deste domingo, na comunidade do Divino Espírito Santo, no município do Careiro (a 88 quilômetros de Manaus).

De acordo com o Corpo de Bombeiros o rapaz estava em um flutuante na companhia de amigos, quando resolveu cair na água e atravessar para o outro lado rio, que fica em uma distância de 30 metros de onde ele estava.

Ainda segundo os bombeiros, durante o percurso, o rapaz sofreu câimbras e se afogou, em seguida sumiu na água. Dois mergulhadores, realizaram buscas e após meia hora encontram o corpo. Parte do rosto do jovem já havia sido comido pelos peixes.

Por Mara Magalhães

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir