Mundo

Itália defende livre circulação de pessoas pela Europa

 

parlamento-italiano

Segundo o líder político, há países que não entendem mais os valores dos fundadores do continente – foto – reprodução.

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse ontem, (30) que seu país não deixará que alguns europeus “destruam” o Tratado de Schengen, que define a livre circulação de pessoas pela Europa. “Afirmamos com grande determinação que quem quer destruir Schengen quer destruir a Europa. E nós, italianos, não permitiremos. Estamos aqui para dizer que a Europa não pode ser um velho debate técnico, mas deve voltar a ser um grande sonho”, ressaltou.

 

Segundo o líder político, há países que não entendem mais os valores dos fundadores do continente. Ele disse, ainda, que é preciso “voltar para as raízes” visando conseguir superar as dificuldades atuais enfrentadas pelas nações, como o terrorismo e a crise imigratória.

 

“A Europa corre o risco de cair quando perde o sentido de sua verdadeira vocação e vira, simplesmente, um amontoado de egoísmos. A Europa não tem um futuro já escrito. O ideal europeu não pode ser arrastado para polêmicas e disputas internas que fazem crescer o populismo e a demagogia”, finalizou.

 

Por Agencia Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir