Esportes

Isinbaieva irá à Corte de Direitos Humanos por Olimpíada, diz técnico

isinbayeva

Isinbaieva era uma das principais esperanças de medalha da Rússia na Rio-2016 – foto: reprodução

Após ser impedida de competir nos Jogos Olímpicos do Rio, a atleta russa do salto com vara Ielena Isinbaieva irá recorrer à Corte Europeia de Direitos Humanos.


A afirmação é do técnico da atleta, Ievgeni Troshimov, em entrevista à agência russa de notícias R-Sport.

“Lena [apelido de Isinbaieva] apelará para a Corte Europeia de Direitos Humanos, porque a decisão é imprópria para ela e para todo time” afirmou Troshimov. “Mas acima de tudo ela ficou surpresa com a [fraca] resposta de nossos líderes.”

A 11 dias da abertura da Olimpíada, no entanto, a reversão da medida é classificada como pouco provável. O ministro dos Esportes da Rússia, Vitali Mutko, já havia afirmado que os atletas “talvez devessem ir à uma corte civil”, mesmo que a punição não seja revertida a tempo.

Isinbaieva era uma das principais esperanças de medalha da Rússia na Rio-2016. Ela é detentora do recorde mundial na modalidade e já conquistou três medalhas olímpicas: duas de ouro (2004 e 2008) e uma de bronze (2012).

A atleta foi inscrita para competir em provas de atletismo na Olimpíada junto com outros 67 competidores russos. Porém, a Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo) decidiu vetar a participação da Rússia na disputa após um escândalo generalizado de doping e corrupção no país.

A CAS (Corte Arbitral do Esporte) negou, na semana passada, o recurso dos atletas, confirmando a punição da Iaaf.

Por Folhapress

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top