Política

Irritado com manifestantes, Ciro diz que Lula é “um merda”

Ciro-Gomes-ag-brasil

Ele ainda afirma que o irmão foi seguido e ameaçado pelos manifestantes – foto – reprodução

Irritado com a presença de manifestantes anti-Dilma durante a madrugada na rua em que, aparentemente, vive seu irmão, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) chamou os ativistas de fascistas e reagiu quando citaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: “O Lula é um merda”, disse.

O episódio, registrado em vídeo pelas pessoas que faziam protesto, ocorreu na madrugada desta quinta-feira (17). Visivelmente irritado, Ciro diz que “democracia é respeitar a casa alheia” e ordena que eles deixem o local. O ex-governador do Ceará Cid Gomes, irmão de Ciro, também aparece nas imagens.

Ciro chama um dos defensores do impeachment de “filho da puta” e chega a partir para cima do homem quando ele reafirma a intenção de fazer o ato. “Vem acontecer seu frouxo, filho da puta”, diz Ciro. “Eu estou protegendo a casa de vocês. Fazem isso hoje, amanhã vem e fazem contigo” e emenda: “vão para casa! não fica nenhum”.

Em um outro vídeo, aparentemente mais calmo, o ex-ministro diz que os ativistas precisam estudar a história e é questionado por uma manifestante. “Onde é que na história está escrito que o Lula é inocente, doutor?”, e responde: “Inocente nada, o Lula é um merda”.

Ele diz, no entanto, que isso não é motivo para os protestos acontecerem “na frente da casa dos outros”. “Quando alguém é um merda, a gente representa na polícia, respeita o processo legal… Não vem de madrugada assustar uma pessoa indefesa. Covardes, bando de fascistas”. Ele ainda afirma que o irmão foi seguido e ameaçado pelos manifestantes.

 

Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir