Dia a dia

Irmãos são presos com 230 quilos de drogas; apreensão avaliada em R$ 3 milhões é a maior deste ano no AM

Denarc apreendeeu 188 tabletes de entorpecentes totalizando aproximadamente 230 quilos de drogas - foto: Divulgação

Denarc apreendeeu 188 tabletes de entorpecentes totalizando aproximadamente 230 quilos de drogas – foto: Divulgação

Os irmãos Adaizo Brito, 29, e Nazeu Brito, 37, foram apresentados na manhã desta quinta-feira (6) na Delegacia Geral da Polícia Civil. A dupla foi presa em flagrante nesta quarta-feira (5), por envolvimento com o tráfico de drogas na Zona Norte de Manaus. Com os infratores foram apreendidos cerca de 230 quilos de entorpecentes, entre cocaína, pasta base de cocaína e maconha do tipo skunk.

Os homens foram interceptados por policiais civis do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), na rua M do conjunto Canaranas, bairro Cidade Nova, Zona Norte.

De acordo com o diretor da unidade policial, delegado Paulo Mavignier, os irmãos trabalhavam para uma facção criminosa que atua na cidade e começaram a ser investigados há cerca de dois meses, após a equipe policial receber denúncias de que eles estariam cuidando de um depósito de drogas situado naquela área da capital.

“Durante as investigações nossa equipe descobriu que os infratores costumavam efetuar entregas de drogas em ‘bocas de fumo’ em distintas zonas da cidade. No dia em que foram presos nós havíamos montado campana em frente ao local onde as drogas estavam escondidas. Na ocasião, visualizamos quando os dois chegaram em um veículo modelo KA da montadora Ford. Nazeu saiu do veículo e foi até o imóvel e deixou o lugar com uma sacola plástica. Nesse momento, nós o abordamos e apreendemos com ele um quilo de cocaína”, explicou o diretor do Denarc.

A autoridade policial ressaltou que após o flagrante os infratores afirmaram que teriam mais drogas na casa. No local os policiais civis do Denarc encontraram, em um dos cômodos da residência, 188 tabletes de entorpecentes, entre cocaína, pasta base de cocaína e maconha do tipo skunk, totalizando aproximadamente 230 quilos de drogas. “Essa é a maior apreensão de drogas da Polícia Civil no Amazonas, neste ano. A mercadoria ilícita, em estado puro, está avaliada em torno de R$ 3 milhões”, enfatizou Mavignier.

O diretor do Denarc afirmou, ainda, que em depoimento os irmãos argumentaram que seriam responsáveis, apenas, pelo armazenamento da droga e por pequenas entregas.

Adaizo e Nazeu foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao término dos trâmites legais, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir