Esportes

Iranduba vence Audax por 3 a 1 e mantém liderança do Brasileirão

                          Com o resultado, o time amazonense somou 33 pontos – Michael Dantas

Em busca de fechar a primeira fase da elite do Brasileirão de futebol feminino como primeiro lugar da Chave 1, o Iranduba venceu o Audax/SP por 3 a 1, na noite desta quarta-feira (17), na Arena da Amazônia. Com o resultado, o Hulk da Amazônia somou 33 pontos e garantiu a melhor campanha entre os 16 times das duas chaves. Os gols amazonenses foram marcados por Djeni, Kamilla e Dany Helena.

A partida foi assistida por 814 pagantes – João Paulo Oliveira

Carla diminuiu para o Audax na etapa complementar. A partida foi assistida por 814 pagantes que arrendaram R$ 2.400,00. Apesar do favoritismo do time baré já matematicamente classificado para o mata-mata, foi o Audax que finalizou a primeira jogada da partida. Logo aos três minutos do primeiro tempo, a atacante Carla recebeu enfiada de bola da garçonete Bianca e chutou tirando tinta da trave do Iranduba.

As donas da casa conseguiram finalizar aos oito, com a atacante Kamilla. Ela recebeu passe da lateral-direita Sinara e chutou fraco para Viviane segurar. Aí em diante as barés tomaram conta do jogo.

O jogo aconteceu na Arena da Amazônia – Michael Dantas

O Hulk da Amazônia mostrou sua força, pois foi às redes duas vezes na sequência. Aos 13, Mari cobrou escanteio fechado e a bola resvalou na defesa e sobrou para capitã Djeni empurrar para os cordéis; 1 a 0. E, aos 15, após roubada de bola da volante Djeni no campo de defesa paulista, ao melhor estilo futebol europeu, a bola sobrou para Dany Helena, que passou pela goleira e tocou para Kamilla empurrar para dentro do gol; 2 a 0.

A partir daí ocorreu uma blitz do time verde e branco. O Audax não conseguiu sair para o jogo e permaneceu congelado em seu campo de defesa. As comandadas de Sérgio Duarte ainda infernizaram a vida da goleira Viviane com Kamilla, que deixou para trás a grandalhona Augustina e finalizou para fora.

No sistema ofensivo baré foram invertidos os papéis aos 32. A goleada começou a ser escrita. Desta vez Kamilla desconcertou a goleira Viviane e serviu para Dany Helena somente empurrar para rede; 3 a 0.

                           O Iranduba garantiu a melhor campanha entre os 16 times das duas chaves – Michael Dantas

Segundo tempo

No segundo tempo a partida caiu de rendimento em ambos os lados. O Iranduba voltou dos vestiários com uma proposta mais defensiva e administradora. Mas, Letícia ainda ofereceu perigo ao gol paulista. Aos 11, ela foi à linha de fundo e conseguiu chutar rente ao travessão. Viviane tirou com os olhos.

O Audax retornou dos vestiários com um 4-3-3 procurando evitar os espaços para o time baré. Na primeira oportunidade, a volante Stephane chutou cruzado pela direita, Carla recebeu e chutou rasteiro, mas a bola passou perto do gol. Aos 27, o Garoto Audacioso diminuiu o placar após tamanha insistência. Carla arriscou chute de fora da área e a goleira Rubi aceitou; 3 a 1.

Saída do gramado

O técnico Sérgio Duarte exaltou o grupo na saída do gramado e fez questão de enfatizar a importância de Kamilla nas ausências da centroavante Glaucia e lateral-direita Monalisa. “O time está de parabéns. Elas correram e garantiram o resultado mesmo com a ausência de algumas três titulares. O Audax veio com uma proposta para atrapalha nosso trabalho. Mas, nosso time está de parabéns”, disse.

Já, a zagueira Augustina lamentou o revés em Manaus, mas garantiu que o Audax ainda está vivo na competição. “Vimos aqui para fazer um bom jogo, mas pecamos muito no primeiro tempo. Tentamos correr atrás do prejuízo, mas nosso time não criou o suficiente”, afirmou.

João Paulo Oliveira
EM TEMPO

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top