Dia a dia

Iranduba amanhece com protestos contra a prefeitura; manifestantes pedem saúde e infraestrutura

Os manifestantes percorrera as principais ruas do Cacau Pirera – fotos: Mara Magalhães

Moradores do Distrito de Cacau Pirera, em Iranduba, zona metropolitana de Manaus, realizaram uma manifestação na manhã desta segunda-feira (16), reivindicando melhorias. Os protestantes se dizem cansados do que chamam de descaso da atual gestão.

As principais reivindicações dos moradores estão relacionadas à saúde, infraestrutura. De acordo com uma das líderes da comissão de moradores do Cacau Pirera, Diana Sanches Jardim, de 42 anos, o município de Iranduba está abandonado.

“Já se passaram sete meses e até agora o prefeito Chico Doido não fez nada pelo Cacau Pirera. Só estamos cobrando o que foi prometido. Durante a campanha ele disse que umas das suas prioridades era o Cacau Pirera”, disse Diana.

Leia também: Em manifestação, moradores do Cacau Pirêra plantam bananeiras em rua esburacada

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, segundo os moradores, estão sem remédios. O líder do protesto, Jorge Almeida, critica ainda o estado da ambulância do hospital do município.

“É uma Kombi e não tem nenhum equipamento, Já procuramos o prefeito várias vezes e até agora ele não deu nenhum retorno. A segurança pública também está abandonada e a infraestrutura está péssima”, disse, indignado, Almeida.

Com cartazes nas mãos, os moradores pedem segurança, saúde e infraestrutura

Os protestantes reclamam também da falta do auxílio enchente. “Várias casas ainda estão alagadas no Cacau Pirera e até agora o prefeito não deu nenhum auxílio. Não aceitamos mais o que está  acontecendo na nossa comunidade, queremos uma resposta do prefeito”, declarou a dona de casa Maria de Lurdes, de 43 anos.

A construção de áreas de lazer também foi lembrada durante a manifestação. “Os jovens estão se envolvendo com as drogas porque não tem nenhum projeto social. Estamos indignados com essa situação. Os crimes estão aumentando a cada dia no Cacau”, falou Vera Lúcia, 45, moradora do Iranduba.

Conforme a moradora do bairro Nova Veneza, Vera Oliveira de Araújo, 42, as escolas do município também estão em situação precária.

“Algumas crianças já passaram mal, devido ao calor, pois muitas salas não contam com condicionadores de ar. A prefeitura não manda fazer a manutenção dos aparelhos e quando quebram, eles não trocam. As crianças estudam no calor. O nosso Cacau Pirera está em ruínas. Não temos saúde, segurança e nem água tratada, as tubulações estão todas estouradas. As pessoas estão consumindo água com gosto de lama”, reclamou a moradora.

Os manifestantes pedem melhorias na saúde, infraestrutura e segurança

“Cadê a drenagem do porto do Cacau Pirera? E a rodoviária que ele prometeu, durante a campanha? Só promessa e até agora nada. Estamos cansados de tanta promessa. Nós fazemos oposição ao prefeito. Não estamos fazendo briga política. Só queremos o que prometeu”, falou o motorista, Nikson Leão, 43.

Procurado pela reportagem, o prefeito de Iranduba, Chico Doido (DEM), rebateu as denúncias e disse que o protesto se trata de uma perseguição política. Sobre as obras de infraestrutura, o prefeito informou que está esperando o verão para iniciar os serviços no Cacau Pirera.

“Tem remédios nas UBS sim, a central de medicamento na sede de Iranduba também tem remédio, mas realmente, não teve auxilio enchente, o governo mandou apenas mil cestas básicas, que foram distribuídas para os moradores do Solimões e Rio Negro, porque no Cacau, nenhuma casa ficou alagada. Sobre construções de áreas de lazer, a prefeitura não tem dinheiro”, falou o prefeito.

Mara Magalhães
EM TEMPO

Leia mais:

Bombeiros levam atendimento médico e jurídico aos moradores do Cacau Pirêra neste sábado

Moradores do Cacau Pirera reivindicam melhorias na infraestrutura do local

Garis do Cacau Pirêra fazem protesto e pedem pagamento de salários atrasados

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir