Esportes

Invencível, ‘novo’ Corinthians se firma com vitórias magras

Não esbanja, não impressiona. Joga para o gasto. Mal convence, por enquanto, mas o ‘novo’ Corinthians continua invencível. Com alívio ou sufoco nos finais de jogos, o time renovado de Tite se constrói em cima de vitórias magras.

Desde o início da temporada, foram cinco placares de 1 a 0, contando o da noite desta quarta-feira, contra o Santa Fe (COL), pela segunda rodada da Libertadores, a estreia em Itaquera nesta edição do torneio.

Venceu pelo placar mínimo também o XV de Piracicaba, Osasco Audax, Cobresal e Oeste.
O melhor resultado do ano foi sobre o São Paulo, 2 a 0, na arena, pelo estadual. Além de dois empates, contra Ferroviária e São Bento, o outro jogo ganho também foi modesto: diante do Capivariano, por 2 a 1.

Isso, porém, não importa para o treinador hexacampeão, que vê um time cada vez melhor em campo e fazendo algo que ele tem elogiado muito: persistido sem desistir.
“Não tem problema errar, mas que continuem tentando. É isso que eu quero que eles continuem fazendo. Tentando”, disse, em entrevista.

Se a equipe ainda não parece tão encaixada como aparentava a de 2015 na mesma época, com toques rápidos, criação funcionando e atacando marcando gols, Tite não se preocupa.
“Seria um time da lua se conseguisse jogar com tanta afinidade”, completou.

De olho na terceira rodada da Libertadores, ele ainda não definiu como vai montar o time para o fim de semana, contra o Santos, na Vila Belmiro. Admite, porém, que pode misturar titulares e reservas.

“Ainda não defini. Vou consultar o departamento médico, ver quantos minutos cada um jogou e assim vamos decidir”, completou.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir