Dia a dia

Internos serram grades de cela e tentam fugir do Compaj, mas são impedidos por agente penitenciário e PMs

Os internos serraram as grades da cela 8, do pavilhão 3 do regime fechado- Foto: divulgação/Seap

Os internos serraram as grades da cela 8, do pavilhão 3 do regime fechado- fotos: divulgação/Seap

Internos do regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no quilometro 8 da BR-174, tentaram fugir durante a madrugada desta quarta-feira (3), porém, foram impedidos pelos policiais militares que fazem a guarda do presidio.

Conforme a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), os internos serraram as grades da cela 8, do pavilhão 3 da unidade, e seguiram em direção ao gramado do Compaj. Um agente penitenciário que estava de serviço percebeu a movimentação e acionou os policiais militares da guarda, que interviram atirando em direção aos internos. Os presos recuaram e voltaram para as celas.

Ainda conforme a Seap, foi constatado que os envolvidos na tentativa de fuga já haviam cortado o alambrado que dá acesso a muralha. Foi encontrada no forro da unidade uma escada feita com madeiras do telhado do presidio.

escada-seap

O secretario da Seap, Pedro Florêncio, informou que a equipe agiu rápido e conseguiu deter os suspeitos. “Eles serraram as grandes e tentaram fugir, mas os agentes foram mais rápidos e conseguiram impedir a fuga. Será aberto uma investigação para apurar se houve ajuda de alguém na tentativa de fuga”, disse o secretário.

Nesta manhã, as equipes da coordenação do sistema penitenciário (Cosipe) estão realizando um procedimento de contagem geral de internos em todos os pavilhões do Compaj e o isolamento da cela que foi serrada pelos envolvidos.

No dia 20 de junho, um túnel de 15 metros de comprimento foi descoberto no pavilhão 3 do Compaj, que também seria usado para na fuga dos presos. A escavação foi descoberta durante um procedimento de contagem de internos e de fiscalização nos pavilhões da unidade.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir