Dia a dia

Interdição da Ponta Negra é aprovada pela população

     O banho no rio Negro está suspenso desde o último dia 28, por medida de segurança - foto: Arthur Castro


O banho no rio Negro está suspenso desde o último dia 28, por medida de segurança – foto: Arthur Castro

Com efetivo de cinco homens do Corpo de Bombeiros para a segurança na praia da Ponta Negra, nenhuma irregularidade foi constatada nos primeiros dias de interdição do lugar. O banho no rio Negro está suspenso desde o último dia 28, por medida de segurança e ontem, véspera de feriado, mesmo sem poder se refrescar nas águas,  populares que estiveram no local para passear ou tomar chuveirada aprovaram a medida.

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros, Janderson Lopes, a segurança na praia conta com efetivo durante o horário de maior fluxo de pessoas. “Não tivemos problemas em relação à população, está tudo nos conformes. Estamos com cinco bombeiros, atuando todos os dias de 9h às 17h, para auxiliar a população”, esclareceu. Além das equipes do Corpo de Bombeiros, em quadriciclos ou motocicletas, os observatórios da praia contam
com guardas municipais.

A dona de casa Renilda Maria Lopes, 64, aprovou a determinação. “Era preciso isso, eu moro aqui na Ponta Negra e sempre vejo ocorrências desse tipo. Isso foi bom porque muita gente vem se divertir e excede na bebida e os problemas de afogamento acabam acontecendo”, avaliou.

“É lamentável, mas se é para a segurança do banhista, é válido interditar”, disse o agrônomo Lúcio Santos, 55, também morador do bairro, acompanhado por um casal de amigos que conheciam o lugar pela primeira vez.

Porém, houve quem não concordasse com a medida, frustrado por chegar ao local e se deparar com as placas de aviso.

“Acho certo algumas medidas por conta da segurança, mas isso é demais. A pessoa vem com a família para curtir o domingo na praia e dá de cara com a placa dizendo que não pode. Acho que outras iniciativas poderiam ser tomadas. Ninguém vem para praia para tomar banho de chuveiro”, disse.

Por Luiz Henrique

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir