Dia a dia

Iniciada campanha de sensibilização contra a exploração infantojuvenil no Carnaval de Manaus

A equipe orienta os brincantes sobre as regras que devem ser cumpridas em relação ao acompanhamento de menores – foto: divulgação

A equipe orienta os brincantes sobre as regras que devem ser cumpridas em relação ao acompanhamento de menores – foto: divulgação

A festa de aniversário do bairro Praça 14, na Zona Sul, foi o ponto de encontro dos cinco novos conselheiros tutelares responsáveis pela área para realizarem o primeiro trabalho junto à Prefeitura de Manaus, no combate à exploração sexual infantojuvenil e ao trabalho infantil. A ação é resultado da parceria entre o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh).

A equipe de 20 pessoas, composta por conselheiros, psicólogos assistentes sociais e abordadores, se empenhou na orientação à população. “Estamos prontos para a condução desse trabalho durante todo o Carnaval. Iniciamos hoje (quinta-feira à noite), oferecendo o serviço de prevenção. Orientamos os brincantes sobre as regras que devem ser cumpridas em relação ao acompanhamento de menores. Nas próximas ações, vamos intensificar as atividades, com grandes operações, fazendo com que as leis do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) sejam cumpridas por todos”, disse a recém aclamada presidente do CMDCA, Nazaré Andrade.

Assim como todos os agentes, o conselheiro reeleito Álvaro Reis está empenhado na ação. “Crianças e adolescentes são prioridade absoluta. Não podemos deixar passar nenhum tipo de abuso, seja ele de trabalho infantil ou exploração sexual. Estamos aqui para acompanhar de perto a comunidade”, afirmou.

Auxiliar de construção, Viviane Lemos, que foi acompanhada do esposo e o filho de quatro anos, aprovou o trabalho realizado pela equipe. “Logo que chegamos já fomos abordados. Eles nos orientaram sobre os cuidados que deveríamos ter em relação a nossa criança. Acho de extrema importância essa fiscalização, não só aqui nesse bairro, mas em todos os outros também. Recebemos esse trabalho como um cuidado que a prefeitura tem com a população”, disse.

A secretária em exercício da Semmasdh, Mônica Santaella, acompanhou a ação e explicou sobre o desenvolvimento da campanha durante o período de Carnaval. “Iniciamos muito bem este primeiro dia. No decorrer das próximas festas, continuaremos com a participação efetiva dos conselheiros tutelares. Estaremos vigilantes sobre a venda de bebidas alcóolicas para menores de idade e à presença de crianças em eventos fora do horário estabelecido pelo estatuto. Nosso maior intuito é a conscientização da população, para evitarmos os crimes que ferem os direitos de nossas crianças e adolescentes”.

Para conhecimento

O horário permitido por lei para a permanência de menores fora de suas residências é: crianças de 12 anos não podem ultrapassar o horário de 20h30, a não ser que estejam acompanhadas pelos pais ou responsáveis. Já os adolescentes de 12 a 15 anos deverão estar em casa até às 22h, se não estiverem com pais e responsáveis. Já para os adolescentes de 16 a 18 anos o horário não é limitado. Para todos os menores de 18 anos, a venda de bebidas alcóolicas é proibida.  Em casos de trabalho infantil e abuso sexual, a população deve denunciar no Disque 100, Disque Direitos Humanos (0800 092 6644) e Disque Denúncia (0800 092 1407).

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir