Economia

Inflação do aluguel desacelera para 0,51% na 1ª prévia de maio

Menor ritmo no aumento dos preços foi puxado principalmente pelos setores atacadista e de construção civil, conforme a FGV – foto: Diego Janatã

Menor ritmo no aumento dos preços foi puxado principalmente pelos setores atacadista e de construção civil, conforme a FGV – foto: Diego Janatã

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) ficou em 0,51% na apuração referente ao primeiro decêndio (período de dez dias) de maio, conforme divulgação desta segunda (11). No mesmo período de apuração do mês anterior, a variação havia sido de 1,03%.

O indicador é utilizado para reajustar contratos de aluguel, tarifas públicas e planos de saúde (nos contratos mais antigos). Abrange toda a população, sem restrição de nível de renda. Medido pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o índice se baseia na pesquisa de preços de matérias-primas agrícolas e industriais, bens e serviços finais.

A apuração referente ao primeiro decêndio do IGP-M de maio compreende o intervalo de 21 a 30 do mês de abril. A pesquisa de preços do IGP-M é feita entre o dia 21 do mês anterior (abril) até o dia 20 do mês atual (maio).

O IGP-M é formado pelo IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e INCC (Índice Nacional do Custo da Construção).

O Índice de Preços no Atacado (IPA) registrou variação de 0,56% no primeiro decêndio de maio. No mesmo período de abril, o índice havia variado 1,28%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou variação de 0,47% no primeiro decêndio de maio. No mesmo período do mês anterior, a taxa fora de 0,53%.

O Índice Nacional da Construção Civil (INCC) registrou no primeiro decêndio de maio variação de 0,27%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,69%.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir