Dia a dia

‘Índio Mototáxi’ é baleado e linchado após roubo em lan house no Lírio do Vale

Um vídeo mostrando a agressão foi feito pelos agressores quando “Índio” ainda estava vivo – Raphael Sampaio

Um homem, identificado apenas pelo apelido “Índio Mototáxi”, foi linchado, na noite desta segunda-feira (5), por volta das 20h, após roubar uma lan house no bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus. O comparsa dele, ainda não identificado, conseguiu fugir.

Suspeito teria assaltado esta Lan House, junto com um comparsa

De acordo com testemunhas, Índio e o comparsa invadiram a lan house, que também funciona como assistência técnica em informática, renderam funcionários e clientes, no intuito de subtrair pertences. Durante a ação criminosa,  Índio foi baleado e, segundo testemunhas, mesmo ferido ele conseguiu correr por alguns metros, mas caiu na esquina da rua Independência com rua São Francisco. No local, as vítimas com ajuda de pessoas que estavam na rua iniciaram uma série de agressões contra ele.

Informações de moradores da região, que presenciaram o linchamento, apontam que o homem apanhou por cerca de 10 minutos até morrer. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), esteve no local do crime. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), bairro Cidade Nova, Zona Norte.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Policiais militares informaram que havia um “boato”‘ de que o comparsa de Índio teria sido morto, instantes após o assalto, na frente de uma escola no conjunto Vista Bela, bairro Planalto, Zona Centro-Oeste. Porém, no local, a equipe policial não comprovou o fato e o criminoso continua foragido.

Linchamentos e espancamentos

Na quinta-feira (1º), um homem foi morto a pauladas no cruzamento da rua 8 com Tapajós, bairro Jorge Teixeira (4a Etapa). Segundo testemunhas, o homem era suspeito de realizar um arrastão na região. Além dele, o comparsa também chegou a ser agredido, mas conseguiu fugir do local.

No mesmo dia, outros dois homens foram espancados, um conseguiu fugir e o outro foi levado para o hospital desacordado. O caso aconteceu na Cidade Nova. De acordo com especialistas, a insegurança e a impunidade estimulam agressões a suspeitos de crimes.

Isac Sharlon

Com informações de Raphael Sampaio

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir